Conteúdo publicado há 3 meses

Sâmia: Marta Suplicy como vice em chapa de Boulos é 'cenário improvável'

A indicação de Marta Suplicy (sem partido) como possível vice em chapa de Guilherme Boulos (PSol-SP) para a prefeitura de São Paulo nas eleições de 2024 é improvável, afirma a deputada federal Sâmia Bomfim, durante o UOL News da manhã desta quinta-feira (30).

A indicação vai ser do PT. Nós [do Psol] temos pouca ou nenhuma, na verdade, possibilidade de opinar qual nome o PT vai indicar para vice de Boulos. Acho muito improvável que isso aconteça. Sâmia Bomfim, deputada federal do Psol-SP

Ela é da gestão Nunes, teria que sair da gestão, voltar para o PT e talvez dentro do PT também haja por alguns setores um acolhimento, por alguns outros não. Porque ela foi a favor do impeachment da Dilma, existe uma animosidade com relação à figura dela. Acho que é um cenário improvável.

Pensar no nome dela tem cabimento no sentido do que ela já foi prefeita, foi bem avaliada, principalmente nas regiões periféricas e é mulher, que é um apelo importante. [É] importantíssimo que tenha mulheres no Executivo na discussão mais geral, não só no Legislativo, mas não vejo como um nome provável [para vice].

Por que o nome de Marta foi citado? Matéria da Folha de S.Paulo de 23 de novembro aponta que uma ala do PT passou a cogitar um convite para a ex-prefeita retornar ao partido e ser apresentada como opção para vice na chapa de Boulos em 2024.

Sâmia: Minha posição de esquerda não mudou após essa tragédia familiar

Para Sâmia, o assassinato do irmão, o médico Diego Ralf Bomfim, em um ataque que vitimou outros dois médicos na Barra da Tijuca mostra a falência na segurança pública do Rio de Janeiro.

Foi uma barbárie, um sintoma de uma falência completa do Estado do Rio de Janeiro que é esse modelo de segurança pública e a relação umbilical, muitas vezes, do crime organizado com o estado. Aqueles que deveriam ser aliados do enfrentamento ao crime organizado, muitas vezes, são o principal amparo ou são tentáculos seja milícia e demais ramificações. Sâmia Bomfim, deputada federal do Psol-SP

Continua após a publicidade

A deputada também comentou que sua posição política não mudou após a tragédia.

Não mudei. Existe uma desonestidade por parte de alguns opositores ou mesmo nas redes sociais, de tentar questionar meus posicionamentos, ideologia e forma de ver o mundo, como se o que aconteceu com meu irmão precisasse servir de lição e isso me obrigasse a pensar o mundo de uma forma diferente. Sâmia Bomfim, deputada federal do Psol-SP

Ou seja, para que eu não fosse mais uma pessoa de esquerda que tivesse posições críticas à forma como a polícia e segurança pública se organizam. Isso é uma desonestidade, um absurdo completo. Não mudei, não sou uma pessoa que resolveu ter posições completamente diferentes em função dessa tragédia familiar. Está mais para o contrário, estou mais convicta e movida. Sâmia Bomfim, deputada federal do Psol-SP

O UOL News vai ao ar de segunda a sexta-feira em duas edições: às 10h, com apresentação de Fabíola Cidral, e às 17h, com Diego Sarza. O programa é sempre ao vivo.

Quando: De segunda a sexta, às 10h e 17h.

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Continua após a publicidade

Veja a íntegra do programa:

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes