Conteúdo publicado há 3 meses

Sâmia Bomfim volta à Câmara após licença por assassinato do irmão

A deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP) voltou hoje às atividades parlamentares, após passar um mês afastada depois que o irmão dela, Diego Ralf de Souza Bomfim, foi assassinado a tiros no Rio de Janeiro.

O que aconteceu

Sâmia participou de uma audiência com o tema "luta dos servidores contra a reforma administrativa", em que ela é uma das autoras do requerimento.

A deputada vai voltar às atividades ao poucos, segundo informou a assessoria de imprensa da parlamentar ao UOL.

Relembre o caso

Marcos de Andrade Corsato, 62, Daniel Sonnewend Proença, 33, Diego Ralf de Souza Bomfim, 35, e Perseu Ribeiro Almeida, 33, foram alvos do ataque a tiros, na avenida Lúcio Costa, na Barra da Tijuca.

Os médicos foram atacados enquanto confraternizavam em um quiosque. Eles estavam hospedados no Windsor Barra Hotel, onde estava previsto para começar um congresso internacional de ortopedia, no qual eles participariam.

Três homens vestidos de preto chegaram de carro ao quiosque por volta da 1h. Eles estacionaram o veículo do outro lado da rua, desceram do automóvel e efetuaram os disparos. Enquanto os frequentadores do quiosque corriam, os assassinos voltaram para o carro e fugiram, em uma ação que durou menos de um minuto.

Em menos de 24 horas após o crime, a polícia encontrou os corpos dos quatro suspeitos de participação nos assassinatos dos profissionais da saúde.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes