Conteúdo publicado há 1 mês

TSE multa Carla Zambelli em R$ 30 mil por espalhar mentira sobre e-Título

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) multou a deputada Carla Zambelli (PL-SP) em R$ 30 mil por compartilhar mentiras sobre o título de eleitor digital, o chamado e-Título.

O que aconteceu

Durante a campanha de 2022, Zambelli divulgou publicações enganosas nas redes sociais. Os posts diziam que o QR Code da versão digital do título contabilizaria automaticamente votos para o então candidato Lula (PT). O boato foi desmentido pelo UOL Confere.

As publicações já tinham sido removidas de todas as plataformas, conforme decisão do ministro Raul Araújo de 2022.

Multa foi maior porque deputada insistiu no erro. A condenação foi por unanimidade, mas o ministro Nunes Marques propôs baixar o valor pela metade. O relator do processo, ministro Floriano Marques, defendeu o valor fixado porque Zambelli é "reincidente na conduta", e continuou a propagar as mentiras mesmo depois de o TSE e a imprensa divulgarem que isso era falso.

Me preocupo com o dolo eleitoral em casos como esse, disse a vice-presidente do TSE, ministra Cármen Lúcia, durante a sessão. "A pessoa sabe que não pode adotar o comportamento, sabe que é falso e, ainda assim, propaga com um dolo muito específico".

O UOL questionou se a deputada gostaria de comentar a condenação. Caso haja resposta, o texto será atualizado.

Deixe seu comentário

Só para assinantes