Conteúdo publicado há 1 mês

Tales: Freire Gomes tem chance de mostrar à PF que não é 'cagão'

O general Marco Antônio Freire Gomes, ex-comandante do Exército, tem chance de mostrar à Polícia Federal a participação do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) na tentativa de golpe de Estado, disse o colunista Tales Faria no UOL News da manhã desta sexta-feira (1º).

Ele depõe hoje em Brasília, no inquérito que apura a suposta tentativa de golpe por parte de Bolsonaro.

Essa é a grande chance do general Freire Gomes de provar que não é 'cagão'. Ele foi chamado de 'cagão' pelo Braga Netto, porque não quis participar do golpe. Mas ele participou de uma reunião importante, em que Jair Bolsonaro mostrou aos generais a minuta do golpe e pediu a eles que participassem, e ele teria negado. Por isso, Braga Netto o chamou de 'cagão'.

Agora, é hora de contar a história toda e mostrar que não é 'cagão'. Ele está indo para esse depoimento preocupado em mostrar que não foi omisso, que ele tomou as atitudes que poderia tomar.

Se ele revelar esses detalhes, essas histórias, e mostrar que não foi omisso, não é 'cagão' e que está disposto a mostrar a participação do seu então chefe, Bolsonaro, na tentativa de golpe, ele entra para a história como um general deve ser. Se não, ele pode entrar para a história do general do Braga Netto. Torço para que Freire Gomes não seja 'cagão'.

O que aconteceu

Ex-comandantes são alvo de investigação. A PF apura se a atuação de Freire Gomes e do ex-comandante da Aeronáutica, Carlos Baptista Júnior, pode ter configurada como crime por omissão.

PF diz que eles tinham a função de "agentes garantidores". Por isso, deveriam ter agido para impedir as tratativas golpistas, apesar de os indícios colhidos até o momento na investigação apontarem que Freire Gomes e Baptista Júnior se posicionaram contra concretizar a tentativa de golpe.

O UOL News vai ao ar de segunda a sexta-feira em duas edições: às 10h com apresentação de Fabíola Cidral e às 17h com Diego Sarza. O programa é sempre ao vivo.

Continua após a publicidade

Deixe seu comentário

Só para assinantes