Conteúdo publicado há 27 dias

PRTB lança pré-candidatura do coach Pablo Marçal à Prefeitura de SP

O PRTB oficializou a pré-candidatura de Pablo Marçal para a Prefeitura de São Paulo. O anúncio foi feito em cerimônia na sexta-feira (24).

O que aconteceu

O nome do influenciador já era a aposta do partido para a corrida eleitoral desde sua filiação, no dia 5 de abril. Marçal se intitula coach e é influenciador, com milhões de seguidores nas redes sociais.

Marçal é o nome do PRTB "em razão dos serviços prestados à nação", comunicou a sigla. O influenciador ainda foi nomeado como presidente de honra do partido em evento da legenda em São Paulo, com participação de Levy Fidelix Filho, herdeiro do fundador do partido, Levy Fidelix.

PRTB diz que Marçal tem "propostas inovadoras" para São Paulo. No evento, o presidente do partido, Leonardo Avalanche, disse que o empresário "tem preparo para isso, talento nato e é abençoado por Deus para conduzir a nossa cidade".

No evento de sexta, Marçal citou possíveis propostas para a cidade, como "construir o maior prédio do mundo, com um quilômetro de altura", "mudar a mentalidade do povo" e "colocar rentabilidade no patrimônio público".

Vida política

Marçal já tentou candidatura para a Presidência da República. No pleito de 2022, o empresário se pré-candidatou pelo Pros para a posição. No entanto, uma fusão com o Solidariedade e uma negociação de apoio ao então candidato Lula (PT), fez com que o partido tirasse seu nome do jogo.

Antes do PRTB, Marçal passou pelo Democracia Cristã. Até a chegada do empresário ao partido de Fidelix, era ventilado o nome de Padre Kelmon para corrida eleitoral paulistana.

Quem é Pablo Marçal

Pablo Marçal nasceu em Goiânia (GO) e tem 37 anos. O empresário conta com mais de 10 milhões de seguidores nas redes sociais e grava vídeos motivacionais para quem quer ganhar dinheiro. Segundo declaração à Justiça Eleitoral em 2022, ele tem R$ 88,4 milhões de patrimônio.

Continua após a publicidade

Foi candidato a deputado federal e teve problemas com o TSE. Eleito deputado por São Paulo, o tribunal máximo eleitoral brasileiro anulou sua candidatura por falta de documentação.

Além de influenciador, o empresário diz ser piloto de carro, de avião, atleta e escritor. Em 2023, Marçal virou alvo da Polícia Federal por supostos crimes de falsidade ideológica eleitoral e lavagem de dinheiro. Ele nega todas as acusações.

Deixe seu comentário

Só para assinantes