Brasil tem 462 casos confirmados de microcefalia

Do UOL, em São Paulo

Já foram confirmados 462 casos de microcefalia ou problemas no sistema nervoso central em todo o país, 41 deles associados ao vírus da zika. O novo boletim do Ministério da Saúde, divulgado nesta sexta-feira (12), mostra ainda que 3.852 casos com suspeita de microcefalia são investigados. Nesta semana, 24 novos casos foram confirmados, na comparação com o último número divulgado.

Desde 22 de outubro de 2015, quando o surto começou a ser investigado no país, 765 casos foram descartados seja por apresentarem exames normais ou porque o problema neurológico não tem causa infecciosa.

Até o momento, foram confirmadas 24 mortes por microcefalia ou alteração do sistema nervoso central, durante a gestação ou após o parto. Outros 59 casos são investigados.

Desde o início da investigação, foram notificados 5.079 casos com suspeita de alterações no sistema nervoso ou de microcefalia. Desse total, 62,5% (3.174 casos) foram notificados em 2015 e 37,5% (1.905) em 2016. Para efeito de comparação, em todo o ano de 2014 foram notificados 147 casos de microcefalia no país. 

Josue Decavele/ Reuters
O "Aedes aegypti' é responsável pela transmissão do vírus da zika

O relatório aponta que os casos confirmados estão divididos em 175 municípios de 13 Estados: Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul

Pernambuco continua sendo o Estado com o maior número de confirmações com relação ao vírus da zika (33), seguido do Rio Grande do Norte (4), Paraíba (2) e Ceará e Pará com um caso cada. 

No último balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, no dia 2 de fevereiro, havia 404 casos confirmados de bebês com microcefalia, sendo 17 deles com relação comprovada com o vírus da zika. Ainda tinham 3.670 casos em estudo, além dos 709 que foram descartados.

O que é microcefalia

Bebês nascidos com cabeças com menos de 32 centímetros estão sendo notificados como casos com suspeita de microcefalia. O crânio padrão de um bebê tem entre 33 a 37 centímetros. Após a medição, as crianças passam por exames de imagens para confirmar se há alterações no sistema nervoso ou no desenvolvimento cerebral. 

O grande aumento dos casos de microcefalia acontece ao mesmo tempo em que o país vive um surto de casos de zika, vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo que transmite a dengue e a febre chikungunya.

A microcefalia foi associada ao vírus da zika após a morte de um bebê cearense cuja mãe foi infectada durante a gravidez.

No início de fevereiro, a OMS (Organização Mundial de Saúde) decretou emergência de saúde pública internacional para microcefalia e síndromes neurológicas.

Distribuição dos casos notificados de microcefalia por Estado

REGIÃO NORDESTE

Alagoas: 191 (103 em investigação, 21 confirmados, 67 descartados)

Bahia: 701 (546 em investigação, 101 confirmados, 54 descartados)

Ceará: 275 (254 em investigação, 11 confirmados, 10 descartados)

Maranhão: 166 (150 em investigação, 16 descartados)

Paraíba: 756 (427 em investigação, 54 confirmados, 275 descartados)

Pernambuco: 1.501 (1.196 em investigação, 167 confirmados, 138 descartados)

Piauí: 111 (70 em investigação, 29 confirmados, 12 descartados)

Rio Grande do Norte: 287 (201 em investigação, 70 confirmados, 16 descartados)

Sergipe: 180 (173 em investigação, 7 descartados)

REGIÃO SUDESTE

Espírito Santo: 60 (54 em investigação, 3 confirmados, 3 descartados)

Minas Gerais: 60 (21 em investigação, 39 descartados)

Rio de Janeiro: 220 (214 em investigação, 2 confirmados, 4 descartados)

São Paulo: 140 (111 em investigação, 29 descartados)

REGIÃO NORTE

Acre: 22 (22 em investigação)

Amapá: sem registro

Amazonas: sem registro

Pará: 11 (10 em investigação, 1 confirmado)

Rondônia: 1 (1 em investigação)

Roraima: 7 (7 em investigação)

Tocantins: 103 (86 em investigação, 17 descartados)

REGIÃO CENTRO-OESTE

Distrito Federal: 23 (6 em investigação, 17 descartados)

Goiás: 74 (73 em investigação, 1 confirmado)

Mato Grosso: 167 (121 em investigação, 46 descartados)

Mato Grosso do Sul: 11 (5 em investigação, 1 confirmados, 5 descartado)

REGIÃO SUL

Paraná: 10 (1 em investigação, 9 descartados)

Santa Catarina: 1 (1 descartado)

Rio Grande do Sul: 1 (1 confirmado)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos