Capital paulista tem 15 parques fechados como medida contra febre amarela

  • Joca Duarte/Phtopress/Estadão Conteúdo

    Vista aérea do Parque Anhanguera, o maior parque municipal de São Paulo, onde um macaco foi encontrado morto

    Vista aérea do Parque Anhanguera, o maior parque municipal de São Paulo, onde um macaco foi encontrado morto

A capital paulista possui um total de 15 parques fechados por tempo indeterminado, como medida preventiva contra o vírus da febre amarela. Todos os parques estão localizados na zona norte. O alerta para o risco de pessoas serem infectadas ocorreu depois que macacos foram encontrados mortos em parques da zona norte e diagnosticados com o tipo silvestre da doença. Os macacos mortos foram achados no Horto Florestal e no parque Anhanguera.

Veja também:

Os parques estaduais do Horto Florestal e da Cantareira estão fechados devido à confirmação de presença do vírus da febre amarela no macaco bugio encontrado morto no horto. 

Além dos parques estaduais, foram fechados 13 parques municipais após um macaco ter sido encontrado morto no parque Anhanguera. A prefeitura diz que ainda não há resultado do exame histoquímico para atestar a febre amarela no animal. Mas testes preliminares indicam se tratar da doença.

Não há nenhum registro de pessoa que tenha contraído a doença na cidade.

O Centro de Manejo e Conservação de Animais Silvestres, que fica dentro do Parque Anhanguera, também está fechado por tempo indeterminado para recebimento de animais silvestres que estejam em perigo ou doente, informou a secretaria. Quem receberá os animais, caso necessário, será a Divisão de Fauna da SVMA na unidade do Parque Ibirapuera.

Parques fechados em São Paulo

Municipais

  • Anhanguera
  • Linear Canivete
  • Córrego do Bispo (em implantação)
  • Pinheirinho D'Água
  • Jacintho Alberto
  • Rodrigo de Gásperi
  • Jardim Felicidade
  • Cidade de Toronto
  • São Domingos
  • Tenente Brigadeiro Faria Lima
  • Lions Tucuruvi
  • Sena
  • Senhor do Vale

Estaduais

  • Horto Florestal
  • Cantareira

Vacinação na zona norte

Em até dois meses, a Prefeitura de São Paulo prevê vacinar contra a febre amarela 95% da população da zona norte da capital, estimada em 2,4 milhões de pessoas. Para atingir a meta, a gestão municipal vai ampliar a campanha de imunização para todas as 91 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da região em até 30 dias. Atualmente, 37 UBSs estão fazendo a vacinação de moradores da zona norte (confira os endereços).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos