PUBLICIDADE
Topo

China espera controlar epidemia do novo coronavírus até abril, diz médico

Trabalhadores produzem máscaras de proteção para o rosto em meio à quarentena pelo coronavírus na cidade de Qingdao, na China - Liang Xiaopeng/Xinhua
Trabalhadores produzem máscaras de proteção para o rosto em meio à quarentena pelo coronavírus na cidade de Qingdao, na China Imagem: Liang Xiaopeng/Xinhua

27/02/2020 10h00

A China espera ter o surto do novo coronavírus (covid-19) sob controle no fim de abril, disse hoje o chefe da equipe de médicos especialistas da Comissão Nacional de Saúde da China, o pneumologista Zhong Nanshan.

"A China está confiante de que vai controlar o surto, em termos gerais, até o fim de abril", disse Zhong, em entrevista em Cantão, a capital da província de Guangdong.

Ele garantiu que, "embora tenha havido grande surto em Wuhan, a doença não se espalhou de forma maciça em outras cidades".

O especialista em doenças respiratórias disse que o número de casos na China começou a diminuir após 15 de fevereiro, "devido à forte intervenção do Estado" e aos "cancelamentos de viagens após as férias do Ano Novo Lunar", entre 24 e 30 de janeiro, mas que foram prolongadas para evitar a propagação da doença.

A China continental registrou 433 novos casos de infecções por coronavírus até ontem, informou a Comissão Nacional de Saúde na quinta-feira, ante 406 novos registros no dia anterior.

O número total de casos confirmados chegou a 78.497. O número de novas mortes ficou em 29, a menor taxa diária desde 28 de janeiro, e caiu de 52 no dia anterior. O surto já matou um total de 2.744 pessoas.

Hubei, província central da China no epicentro do surto, registrou 409 novos casos e 26 mortes na quarta-feira. Pequim e as províncias de Heilongjiang e Henan foram os locais das outras três mortes.

Fora da China, o coronavírus afeta dezenas de países, com quase 3.600 infectados e 50 óbitos. O Brasil tem um caso confirmado.

*Com informações da Agência Brasil e Reuters

Coronavírus liga alerta pelo mundo

Saúde