PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Coronavírus: últimas notícias e o que sabemos até esta segunda-feira (23)

Do UOL, em São Paulo

23/03/2020 17h06Atualizada em 23/03/2020 17h25

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) recuou e revogou um artigo da medida provisória (MP) 927, que permitia a suspensão de contratos de trabalho — e, consequentemente, de salários — por quatro meses. A MP foi publicada ontem à noite.

A medida foi alvo de duras críticas nas redes sociais e entre parlamentares. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se manifestou contra a MP, que chamou de "capenga": "Da forma como ficou é apenas uma insegurança nas relações de trabalho", avaliou.

No exterior, destaca-se a Itália, que registrou redução no número de mortes pelo novo coronavírus pelo segundo dia seguido: 601 em 24 horas. Desde o início do surto, mais de 15 mil pessoas morreram em todo o mundo.

Confira as últimas atualizações sobre casos, sintomas e notícias sobre o coronavírus no Brasil e no mundo:

'MP da morte' e coronavírus no Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou hoje no Twitter que ordenou a retirada do artigo 18 da MP 927, que previa a suspensão de quatro meses de salário do trabalhador durante a pandemia do novo coronavírus.

Desde a publicação da MP, o artigo que indicava a possibilidade dos empregadores dispensarem do trabalho os funcionários por quatro meses, sem o pagamento de salários, vinha sendo criticado. Nas redes sociais, a medida foi apelidada de "MP da morte".

No âmbito político, foi grande o incômodo entre lideranças do centrão — grupo majoritário e informal formado por PP, DEM, Republicanos, Solidariedade, MDB e PSD — e da oposição. O entendimento de parlamentares é de que a medida vai na contramão do que os países europeus têm feito: usar a máquina pública para sustentar a renda dos trabalhadores durante a crise sanitária.

Segundo a última atualização do Ministério da Saúde, o País registra 1.891 casos oficiais de covid-19 e 34 mortes.

América Latina

A Argentina confirmou hoje o primeiro caso de transmissão comunitária do coronavírus no país. Isso significa que o paciente infectado não tem histórico de viagem e nem teve contato com alguém doente.

O país soma 266 casos de covid-19 confirmados, sendo 190 com antecedentes de viagem internacional, 59 com transmissão local, um caso de transmissão comunitária e 17 em avaliação epidemiológica, segundo informado pelo Ministério da Saúde local.

Estados Unidos

O Departamento de Estado dos EUA está tentando localizar cerca de 13.500 cidadãos norte-americanos que desejam ser repatriados. Um oficial afirmou à CNN que o órgão está examinando formas de chegar até essas pessoas e que "nenhuma opção está excluída".

Europa

A Itália registrou hoje, pelo segundo dia seguido, uma redução nas mortes pelo novo coronavírus. Foram 601 óbitos nas últimas 24 horas, 50 a menos do que o anunciado ontem. Se a tendência de queda se mantiver, isso pode significar que o país já passou pelo seu pico de infecções.

Já a Espanha superou a barreira de 2 mil vítimas do coronavírus, com 2.182 mortes. Os contágios também estão em alta, tendo passado de 28.752 para 33.089, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde local.

Olimpíadas de Tóquio

Dick Pound, membro do Comitê Olímpico Internacional (COI), informou hoje que os Jogos Olímpicos de Tóquio serão adiados por causa da pandemia, segundo reportagem do USA Today. O evento, previsto para 24 de julho a 9 de agosto, deve passar para 2021.

"Com base nas informações do COI, foi decidido o adiamento", disse Pound ao jornal norte-americano. "Os parâmetros daqui para frente não foram determinados, mas os Jogos não começarão em 24 de julho, pelo que sei", completou.

Prevenção da covid-19

As medidas de prevenção da infecção pelo novo coronavírus envolvem, no geral, cuidados básicos para reduzir o risco de se contrair ou transmitir infecções causadas por vírus respiratórios:

  • Higiene frequente das mãos com água e sabão ou preparação alcoólica
  • Não compartilhar utensílios de uso pessoal, como toalhas, copos, talheres e travesseiros
  • Evitar tocar olhos, nariz e boca sem higienização adequada das mãos
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar, com cotovelo flexionado ou utilizando-se de um lenço descartável
  • Ficar em casa e evitar contato com pessoas quando estiver doente
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência

Coronavírus