PUBLICIDADE
Topo

Ventilador mecânico que pode ser feito em massa entrará em fase de testes

Projeto foi desenvolvido por pesquisadores da UFRJ e ajudaria hospitais e pacientes em meio à pandemia - CDC/Reuters
Projeto foi desenvolvido por pesquisadores da UFRJ e ajudaria hospitais e pacientes em meio à pandemia Imagem: CDC/Reuters

Do UOL, em São Paulo

27/03/2020 11h26

Um ventilador pulmonar mecânico barato, feito de forma rápida e com materiais disponíveis no mercado brasileiro, entrará em testes na próxima semana. A criação é de pesquisadores do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe) da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

O protótipo, se tiver experiência bem-sucedida, poderá entrar em linha de produção e suprir a alta demanda dos hospitais brasileiros na pandemia de coronavírus. Nesta fase, o equipamento vai ser testado com ventilação moderada durante algumas horas em um paciente do Hospital Universitário Clementino Fraga, na zona norte do Rio.

"É um ventilador pulmonar feito para fins emergenciais, para substituir os equipamentos quando não estiverem disponíveis. Uma opção de emergência. O paciente que estamos prevendo encontrar é o que sofre de síndrome da angústia respiratória", disse o professor Jurandir Nadal, chefe do Laboratório de Engenharia Pulmonar e Cardiovascular, para o jornal O Globo.

O protótipo funciona dando ar rico em oxigênio e com pressão suficiente para superar a resistência do pulmão do paciente. Em seguida, as válvulas de segurança são fechadas, na expiração do paciente.

Com filtros especiais, o ar que sai passa por essas estruturas que retêm as gotículas de água com vírus, mantendo a umidade do sistema respiratório. Dessa forma, o ambiente e os profissionais em volta são protegidos também.

Uma rede de empresas foi montada que para produção imediata, mas a ideia é que fornecedores também possam oferecer partes que montam os ventiladores. Empresas que queiram colaborar podem acessar o site do projeto e preencher o cadastro.

Coronavírus