PUBLICIDADE
Topo

Bruno Covas anuncia que SP vai incluir cloroquina em tratamento da covid-19

Do UOL, em São Paulo

09/04/2020 13h31Atualizada em 09/04/2020 15h23

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou hoje que a Secretaria Municipal de Saúde vai incluir o uso de cloroquina para o tratamento de casos de coronavírus.

Covas explicou que para que o tratamento com esse medicamento ocorra, é necessário que haja prescrição médica e concordância por parte do paciente ou de sua família.

Segundo Covas, a prefeitura possui 6 mil cápsulas da droga, o que seria suficiente para tratar mil pessoas. Além disso, o prefeito afirmou que seu governo já está atuando para comprar mais cloroquina.

Questionado se o medicamento também estará disponível nas periferias da cidade, Covas respondeu que "o sistema de saúde do município não faz distinção de classe social. A cloroquina é para pacientes dos hospitais municipais. Não é para ser distribuído em ruas, seja no Jardins, seja em Paraisópolis".

Casos em SP

O secretário estadual de saúde, José Henrique Germann, atualizou os números dos casos de coronavírus. Em São Paulo, 6.708 pessoas já foram diagnosticadas com covid-19 e 428 pessoas morreram por conta da doença.

A taxa de mortalidade por coronavírus em São Paulo é de 6%, maior que a de 5% registrada em todo o Brasil.

Germann também mostrou gráficos que apontam que o estado deve ultrapassar o número de casos da Coreia do Sul nos próximos dias.

O secretário afirmou que para controlar a curva, é necessário que a taxa de pessoas em casa, em quarentena domiciliar, chegue a 70%. Atualmente, a taxa de paulistas que respeitam a quarentena está em 50%, segundo Germann.

Coronavírus