PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Não dá para pensar em vida normal antes de junho, diz secretário de Minas

Reprodução
Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

13/04/2020 10h25

O secretário de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, disse hoje que não dá para pensar em vida normal no estado até junho por causa das medidas de combate ao novo coronavírus.

Em entrevista à Rádio Itatiaia, o secretário disse que estudos vão determinar possíveis flexibilizações das medidas restritivas e os graus com as quais serão adotadas. "Algum grau de isolamento será mantido, vamos ajustando conforme a evolução da epidemia", disse.

Nos últimos dias, o governador mineiro, Romeu Zema (Novo), disse que era necessário que o coronavírus "viajasse um pouco" e indicou um possível relaxamento dizendo que estudaria um protocolo para liberação de medidas de isolamentos social.

Porém, o secretário de saúde indicou que, mesmo em caso de flexibilizações pontuais, a intenção é manter um grau de isolamento social suficiente para enfrentar a pandemia no estado, principalmente nos meses de maio e junho.

"Quanto maior o isolamento menor a transmissão entre as pessoas. Entendemos que não é simples manter um isolamento alto por muito tempo, mas a ideia nossa é que pelo menos acima 50% tem de ser mantido. É uma epidemia longa", disse.

"Nós entendemos que maio e junho serão épocas de maior transmissão. Ou seja, não dá para pensarmos em baixar e voltar a uma vida normal antes de junho", completou.

Coronavírus