PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

RJ tem 326 pacientes à espera de UTI e só um hospital com vagas disponíveis

25.abr.2020 - Profissional de saúde empurra equipamento no Hospital de Campanha Lagoa-Barra, inaugurado no Leblon, no Rio - Alessandro Dahan/Getty Images
25.abr.2020 - Profissional de saúde empurra equipamento no Hospital de Campanha Lagoa-Barra, inaugurado no Leblon, no Rio Imagem: Alessandro Dahan/Getty Images

Anaís Motta

Do UOL, em São Paulo

27/04/2020 19h51

No Rio de Janeiro, com exceção do Hospital Zilda Arns, em Volta Redonda, todos os demais leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) destinados a pacientes infectados pelo novo coronavírus estão ocupados. Ao todo, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES), 326 das 2.235 pessoas internadas com suspeita ou confirmação de covid-19 aguardam transferência.

Considerando todas as unidades de saúde da rede estadual, a taxa de ocupação dos leitos de UTI está em 83%. Nos leitos de enfermaria, esse percentual é de 71%. Há pouco mais de duas semanas, ainda de acordo com a SES, essas taxas eram de 63% e 41%, respectivamente.

No Zilda Arns, o único hospital com leitos ainda disponíveis, as taxas de ocupação estão em 77% nas UTIs e 78% nas enfermarias.

"Com exceção do Hospital Zilda Arns, a secretaria esclarece que todos os outros leitos destinados à covid-19 estão ocupados e que há rotativa de vagas ocasionadas por altas, óbitos, além de reservas técnicas de leitos para pacientes já internados que possam agravar o quadro clínico, necessitando de UTIs", explica a SES em nota.

Só a capital fluminense soma 936 pacientes internados em unidades de saúde das esferas federal, estadual e municipal. Destes, 313 —quase um terço— estão na UTI.

Desde o início da pandemia, foram abertos 521 novos leitos no estado, sendo 256 em UTIs e 265 em enfermarias. Além destes, há ainda 137 leitos destinados para o tratamento da covid-19 em áreas isoladas de outras unidades estaduais.

A pedido do UOL, a secretaria enviou uma relação da distribuição dos leitos para pacientes de coronavírus no estado. O Hospital Zilda Arns é o que tem maior número de leitos de UTI (80), seguido pelos hospitais universitários Pedro Ernesto (51), na capital, e de Vassouras (51), na cidade de mesmo nome.

O Zilda Arns é também o hospital com maior número de leitos de enfermaria (149) para pacientes de covid-19, à frente do Hospital Anchieta (61), na capital, e do Pedro Ernesto (48).

677 mortes e quase 8 mil casos

O estado do Rio de Janeiro tem hoje 677 mortes e 7.944 casos confirmados de covid-19, segundo último boletim divulgado pela SES. Outros 276 óbitos ainda estão em investigação.

A capital concentra cerca de dois terços dos casos (5.261), seguida por Duque de Caxias (319) e Nova Iguaçu (312), ambas na baixada fluminense. Niterói (266) e São Gonçalo (195) aparecem logo em seguida.

Coronavírus