PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Conselho identifica e diz que vai processar agressores de enfermeiros

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

02/05/2020 12h10

O Conselho Federal de Enfermagem do Distrito Federal anunciou que identificou e que processará três pessoas por agressões aos profissionais de saúde que faziam ontem (1) uma manifestação na Praça dos Três Poderes.

Segundo a entidade, 60 profissionais, respeitando as regras de distanciamento social, faziam um protesto em memória de 55 enfermeiros, técnicos e auxiliares que já morreram por coronavírus. A manifestação foi interrompida por um homem e uma mulher, contrários ao isolamento social.

Segundo o conselho, os dois agrediram verbalmente e fisicamente enfermeiras que participavam do ato. A Polícia Militar precisou ser acionada e confirmou o ocorrido.

"O Conselho Regional de Enfermagem do Distrito Federal (Coren-DF) juntou todo o material probatório, identificou os agressores e vai processar cada um deles, pelos atos que praticaram hoje. A ignorância e a violência perpetrada contra a Enfermagem do Distrito Federal, em pleno Dia do Trabalhador e da Trabalhadora, não ficará impune, será respondida judicialmente, para que não mais se repita", informou em nota.

Uma terceira pessoa, segundo a entidade, publicou um vídeo nas redes sociais e afirmou que o protesto era mentiroso e que moradores de rua teriam sido abordados e convencidos a usar jalecos brancos, para se passar por médicos. Depois de ultrapassar 20 mil visualizações, o vídeo teria sido apagado.

Coronavírus