PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Barbalho diz que fábrica mostrará novo protótipo de respiradores com falhas

O governador do Pará, Helder Barbalho -  Marcos Corrêa/PR
O governador do Pará, Helder Barbalho Imagem: Marcos Corrêa/PR

Do UOL, em São Paulo

09/05/2020 16h32

Hélder Barbalho (MDB), governador do Pará, usou as redes sociais na tarde de hoje para criticar os 152 respiradores defeituosos que vieram da China e afirmou já ter comunicado os fabricantes sobre o ocorrido. Ele também anunciou que a empresa apresentará um novo protótipo dos equipamentos, que deve substituir os já enviados, além do restante do lote.

"Ao chegar em Belém, (os respiradores) apresentaram problemas que não apresentam ser adequados para o uso pleno de pacientes com a covid-19. Imediatamente, quando esses produtos chegaram, solicitamos aos técnicos da Secretária de Saúde, junto dos fisioterapeutas e médicos, que pudessem fazer a instalação e verificação de cada equipamento e investigou-se que os mesmos não proporcionariam serviços fundamentais para salvar vidas", relatou Barbalho, hoje à tarde, em rede social.

O governador afirmou ter relatado o ocorrido à embaixada chinesa, pedindo providências, e disse ter realizado uma videoconferência com a fábrica para cobrar explicações.

Barbalho afirmou que, em resposta, ouviu dos fabricantes que já nesta segunda-feira, às 20h, eles apresentarão o protótipo dos respiradores "com as exigências para adequar aos parâmetros de atendimento necessário".

"Que a fábrica nos envie os 400 respiradores funcionando da forma como nós compramos. Fora disso não temos nenhuma alternativa que o Estado do Pará estará aceitando", declarou o governador.

Ainda, o emedebista acrescentou que não descarta acionar a Justiça caso a situação não seja resolvida. Os 400 respiradores, comprados com recursos do governo estadual, foram fruto de investimento de mais de R$ 50 milhões.

Coronavírus