PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Governo de SP quer antecipar feriado de 9 de julho para a próxima segunda

Felipe Pereira

Do UOL, em São Paulo

18/05/2020 12h41Atualizada em 18/05/2020 14h30

O governo do estado de São Paulo anunciou hoje que encaminhou para Assembleia Legislativa um projeto de lei de antecipação do feriado de 9 de julho para a próxima segunda-feira, 25 de maio. A medida foi tomada em complementação com a tentativa da capital de antecipar dois feriados e criar um período de seis dias com comércio fechado.

O objetivo é aumentar por um longo período o isolamento social, que está abaixo dos 55% nos últimos dias, índice que as autoridades de saúde apontam como mínimo necessário para o sistema de saúde conseguir atender a demanda do novo coronavírus. "A expectativa é de que o projeto possa ser analisado em regime de urgência e possa ser aprovado por votação da maioria", disse o governador João Doria (PSDB).

Ele está otimista em relação à antecipação do feriado ser confirmada pelos deputados estaduais. O mesmo ocorre com o prefeito da capital, Bruno Covas (PSDB), que espera aval da Câmara de Vereadores.

A prefeitura pediu a antecipação dos feriados de Corpus Christi e Consciência Negra para a próxima quarta e quinta-feira. Na sexta, será decretado ponto facultativo. O esforço de aumentar o isolamento social seria complementado pelo feriado estadual de 9 de Julho.

A ação do prefeito e do governador foi tomada porque as UTIs da Grande São Paulo voltaram a ser pressionadas e o sistema estadual está com 89,3% de ocupação. A rede municipal está com 91% de vaga de terapia intensiva ocupadas. Além da iniciativa da capital, existe a possibilidade de as demais cidades da Grande São Paulo anteciparem para semana que vem feriados.

O esforço é mais uma tentativa de conter a covid-19. O Centro de Contingência ao Coronavírus alertou que a manutenção destes percentuais de ocupações de UTI e o baixo isolamento social criam um situação insustentável.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que informou o primeiro parágrafo da matéria, o feriado é no dia 9 de julho, e não em 9 de junho. A informação foi corrigida.

Coronavírus