PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Saúde: Respiradores e EPIs eram responsabilidade de estados e municípios

Do UOL, em São Paulo

18/05/2020 19h03

O Ministério da Saúde divulgou hoje um balanço de repasses feitos pelo governo federal à pasta para auxiliar no combate ao novo coronavírus. A pasta também afirmou que aquisições de respiradores e EPIs (equipamentos de proteção individual) eram de responsabilidade de estados e municípios.

O secretário-executivo adjunto do Ministério da Saúde, Élcio Franco, mencionou as tratativas da pasta para adquirir respiradores e reforçar as estruturas locais e apresentou entregas feitas a alguns dos estados mais afetados pelo novo coronavírus, como São Paulo e Ceará.

"É uma demanda extra ao ministério, que não tinha a expertise para aquisição de respiradores e EPIs, uma vez que era uma tarefa atribuída a estados e municípios. Estamos apenas reforçando, ajudando, os estados e municípios no enfrentamento à covid", declarou o secretário em entrevista coletiva concedida no Palácio do Planalto.

"Pela estrutura tripartite, caberia aos estados e municípios equipar os seus hospitais", acrescentou Franco.

Divulgação de repasses

O secretário anunciou que R$ 37,9 bilhões foram repassados pelo governo federal à pasta, sendo R$ 5,3 bilhões exclusivos para o combate à covid-19.

Os repasses foram divulgados um dia após o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta (DEM) criticar a atuação da pasta, o ministério também endossou o trabalho interno realizado pelos servidores.

Em entrevista à Folha, Mandetta afirmou que o último mês dentro da pasta foi "perdido, sem nenhuma ação positiva por parte do ministério". Ele se referia à saída de seu sucessor no cargo, Nelson Teich, após menos de um mês como ministro da Saúde.

Franco, por sua vez, endossou o trabalho realizado pelos servidores da pasta.

"São trabalhos que vêm sendo feitos diuturnamente há várias semanas. Temos pessoal trabalhando de segunda a segunda, presencialmente, em reuniões ou em home office", declarou o secretário.

Coronavírus