PUBLICIDADE
Topo

Doria diz que vê com naturalidade investigação da PGR sobre gestão

Felipe Pereira

Do UOL, em São Paulo

27/05/2020 14h19

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse hoje que vê com naturalidade a informação de que a Procuradoria-Geral da República (PGR) investiga a gestão de oito governadores por suspeitas de irregularidade nos contratos feitos durante a pandemia de covid-19.

De acordo com a colunista Mônica Bergamo, da Folha, a PGR investiga as gestões de João Doria (PSDB-SP), Wilson Miranda Lima (PSC-AM), Helder Barbalho (MDB-PA), João Azevedo (PSB-PB) e Wilson Witzel (PSC-RJ) e de outros que não tiveram os nomes revelados.

Em entrevista coletiva concedida no Palácio dos Bandeirantes, Doria disse que investigar é parte do procedimento democrático.

"Nós já temos aqui a investigação sendo feita pelo Ministério Público de São Paulo (MP-SP) e pelo Tribunal de Contas do Estado. Investigar é parte do procedimento democrático de uma gestão transparentem como é de São Paulo. Vejo com naturalidade verificar, investigar o que for necessário. O MP de de São Paulo já vem fazendo isso", disse.

O vice-governador, Rodrigo Garcia, também disse que o governo paulista está aberto para responder a todos os questionamentos.

"Nós criamos uma subcorregedoria específica no estado para as compras da covid, seja na saúde, seja em outras áreas, como a educação com a merenda em casa (...) É natural, o serviço público se sujeitar às ordens de controle. O governo de São Paulo está aberto a responder a todos", afirmou.

Coronavírus