PUBLICIDADE
Topo

Ex-número 2 de Mandetta integra comitê de saúde de São Paulo

Ex-secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis - Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Ex-secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis Imagem: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Felipe Pereira

Do UOL, em São Paulo

27/05/2020 12h10

O médico João Gabbardo dos Reis foi anunciado hoje como secretário-executivo do Centro de Contingência do combate ao coronavírus em São Paulo. Ele era considerado o braço direito do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e foi exonerado do cargo no fim de abril.

Gabbardo participou da reunião final que definiu a flexibilização das medidas de isolamento social em São Paulo. O encontro, que aconteceu na tarde de ontem, durou mais de seis horas.

Em sua primeira fala como membro do comitê paulista, Gabbardo defendeu as medidas adotadas por governadores e prefeitos no combate ao novo coronavírus.

"As pessoas que dizem que as medidas adotadas pelos governadores e prefeitos não surtiram efeito no achatamento da curva não é verdade. Isso tem que ser rebatido de forma veemente. Apesar de todas as medidas, esse foi o número de casos e de óbitos e ele é muito menor do que se não tivéssemos tomado nenhuma medida", afirmou.

Médico, Gabbardo era considerado braço-direito de Mandetta no ministério e chegou a ser considerado para assumir a pasta. No entanto, ele descartou a hipótese um dia antes de a demissão do ministro ser anunciada. "Tenho compromisso com o ministro Mandetta. O dia que ele sair eu saio com ele", declarou.

Coronavírus