PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Covas diz que SP voltará para fase anterior se casos e mortes aumentarem

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), durante coletiva de imprensa online no dia 17 de maio - Reprodução
O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), durante coletiva de imprensa online no dia 17 de maio Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

29/05/2020 17h47

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), avisou hoje que a cidade voltará para um "estágio anterior" da flexibilização da quarentena se os números de contágio e de mortes causadas pelo novo coronavírus subirem.

"O que várias cidades do mundo inteiro enfrentaram, que era ter de escolher quem era tratado e quem não era tratado, nós não passamos por isso em São Paulo. Inclusive o próprio plano prevê que se os números aumentarem, a cidade volta para um estágio anterior", disse o prefeito à CNN Brasil.

O governador João Doria (PSDB) já havia feito o mesmo alerta anteontem, em entrevista à mesma emissora. Os municípios que tiverem aumento de casos após a flexibilização voltarão ao que Doria chamou de "estágio restritivo".

"Os números que a gente conseguiu conquistar ao longo das últimas quatro semanas permitem à prefeitura discutir essa retomada. Foi todo o trabalho feito para poder ampliar o sistema de Saúde, e fazer valer a premissa número um que foi não deixar ninguém sem tratamento", afirmou Covas.

O percentual de isolamento na capital e na Grande São Paulo era um fator que preocupava os prefeitos da região, mas Covas minimizou e deu a entender que os resultados foram satisfatórios.

"Muito mais importante do que discutir o índice de isolamento é discutir o resultado dele, que foi o não aumento do número de mortes, a estabilização dos casos, e o RT [taxa de contágio] igual a 1", afirmou o prefeito de São Paulo.

Coronavírus