PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Brasil registra 46.665 mortes, 10 vezes o número da China, aponta consórcio

Do UOL, em São Paulo

17/06/2020 19h01Atualizada em 17/06/2020 21h29

O Brasil chegou hoje (17) a 960.309 casos e 46.665 mortes por covid-19, aponta o levantamento feito por um consórcio de veículos de imprensa, do qual o UOL faz parte. Desta forma, o país acumula dez vezes mais óbitos registrados do que a China, país onde houve o primeiro surto do novo coronavírus.

A China soma 4.645 mortes por covid-19 e não registra um novo óbito desde 17 de maio, portanto há um mês, segundo monitoramento da Organização Mundial da Saúde (OMS). Já o Brasil registrou 1.209 apenas nas últimas 24 horas, além de 31.475 novos casos, aponta o consórcio — os números têm como base os boletins mais recentes de cada secretaria estadual de saúde.

O Ministério da Saúde registrou 1.269 mortes e 32.188 casos nas últimas 24 horas, com total de 955.377 diagnósticos e 46.510 óbitos de covid-19 nesta pandemia.

Rio tem mais casos do que a China

O Rio de Janeiro foi o estado que mais registrou diagnósticos de covid-19 nas últimas 24 horas: foram 3.620, a maior alta contabilizada neste mês e a terceira maior em toda a pandemia. No total o estado soma 86.963 casos oficiais da doença, mais de 2 mil a mais do que a China inteira — que soma 84.867, segundo a OMS.

O estado brasileiro mais afetado pela pandemia é São Paulo, que há três semanas já havia atingido o patamar em que o Rio de Janeiro está hoje. Hoje São Paulo teve um novo pico de óbitos registrados (389) e desta forma chegou ao total de 11.521 vidas perdidas para a covid-19, além de 191.517 casos oficiais.

Além de São Paulo, outros dois estados brasileiros registraram suas maiores altas no número de mortes: Rio Grande do Norte (41 novos óbitos), Minas Gerais (35).

No total, treze unidades da Federação registraram ao menos 1 mil novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, um recorde nesta pandemia. Além de Rio e São Paulo, destacam-se Ceará (3,437 novos casos), Pará (2.431) e Maranhão (2.024).

Em que pese a subnotificação, o Nordeste dispara como região com mais casos diagnosticados de covid-19: são 339.888 no total, cerca de 7,5 a mais do que o Sudeste (332.335). Em seguida aparecem as regiões Norte (193.417), Centro-Oeste (51.441) e Sul (43.228).

Quanto às mortes, a região mais afetada é o Sudeste (21.375 óbitos). O Nordeste aparece na sequência com 15.045, seguido por Norte (8,327) e Sul (989). O Centro-Oeste é a região com menos óbitos registrados nesta pandemia (929), mas viu o número de vítimas fatais aumentar 50% em apenas sete dias (eram 622 no dia 10).

Veículos se unem em prol da informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro (sem partido) de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de Covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa desde a semana passada e assim buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes recentes de autoridades e do próprio presidente colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Coronavírus