PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Fim de hospital no Pacaembu depende dos próximos 14 dias, diz secretário

Hospital de campanha montado no estádio do Pacaembu, na zona oeste de SP, destinado exclusivamente para o tratamento de pacientes diagnosticados com a covid-19 - Marcello Zambrana/AGIF
Hospital de campanha montado no estádio do Pacaembu, na zona oeste de SP, destinado exclusivamente para o tratamento de pacientes diagnosticados com a covid-19 Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Do UOL, em São Paulo

23/06/2020 20h08

O secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, disse hoje em entrevista à GloboNews que ainda não é possível cravar que o hospital de campanha montado no estádio do Pacaembu será desativado no fim do mês. O local é uma das duas estruturas provisórias que recebem pacientes com a covid-19, sendo a outra no Anhembi.

Para o secretário, serão necessários de sete a 14 dias para avaliar a necessidade da sequência do funcionamento dos leitos instalados no Pacaembu.

"Nós precisamos consolidar ainda por mais uma semana, por mais 14 dias, os números extremamente positivos de estabilidade que nós temos tido tanto no número de novos casos, como no número de internações, taxa de ocupação de leitos de UTI, e os óbitos", disse Edson Aparecido.

Citando a estabilização recente da taxa diária de novos casos de covid-19 na capital, o secretário afirmou que a continuidade dos números nas próximas duas semanas faria com que o hospital de campanha no estádio não fosse mais necessário.

"Se isso se normatizar, se isso continuar no patamar que nós já vemos desde o dia 1º de junho nos próximos sete, 14 dias, aí sem dúvida nenhuma nós podemos dizer que há uma situação de estabilidade, de segurança, e não temos mais a necessidade desse instrumento tão importante que foi o Pacaembu. Mas nesse momento ainda não é possível afirmar isso", concluiu.

Estado de SP teve recorde de óbitos hoje

De acordo com números divulgados pelo governo estadual, hoje foi o dia com maior registro de mortes por coronavírus em todo o estado de São Paulo. Foram 434 óbitos confirmados nas últimas 24 horas.

Ainda segundo dados divulgados hoje pelo governo, as taxas de ocupação de UTI são de 65,7% no estado e 68% na Grande São Paulo.

Coronavírus