PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Covid-19: Brasil registra 516 novas mortes em 24 h e chega a 127.517 óbitos

Nas últimas 24h, foram confirmados 17.526 diagnósticos da doença no país, totalizando 4.165.124 infectados - GUILHERME DIONíZIO/ESTADÃO CONTEÚDO
Nas últimas 24h, foram confirmados 17.526 diagnósticos da doença no país, totalizando 4.165.124 infectados Imagem: GUILHERME DIONíZIO/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

08/09/2020 18h40Atualizada em 08/09/2020 20h27

O Brasil registrou entre ontem e hoje 516 novos óbitos por covid-19, de acordo com os dados do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte. Desde o início da pandemia, 127.517 morreram em decorrência do novo coronavírus.

Nas últimas 24 horas, foram confirmados 17.526 diagnósticos da doença no país, totalizando 4.165.124 infectados.

A média móvel de mortes, que calcula os óbitos diários com base nos registros dos últimos sete dias, aponta 691 óbitos por dia, queda de 26% em 14 dias.

Conforme o levantamento feito pelo consórcio, 18 estados e o Distrito Federal tiveram desaceleração na média móvel de mortes pela doença na variação de 14 dias, enquanto o Amazonas apresentou alta.

Entre as regiões, o Centro-Oeste teve queda de -27%, Nordeste, de -34%, Sudeste, de -31% e Sul , de -18%. Somente o Norte (+20%) manteve aceleração.

Veja a oscilação nos estados:

  • Aceleração: AM
  • Estabilidade: AC, CE, MG, MS, MT, PA e PR
  • Queda: AL, AP, BA, DF, ES, GO, MA, PB, PE, PI, RN, RJ, RO, RR, RS, SC, SP, SE e TO.

Dados do governo federal

De acordo com os dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde, 127.464 pessoas já morreram após contraírem covid-19 no Brasil. Nas últimas 24h, foram 504 novos óbitos.

Entre ontem e hoje, o país registrou 14.279 novos testes positivos, totalizando 4.162.073 pessoas infectadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia.

Volta às aulas

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou hoje que as aulas presenciais nas escolas devem retornar "em breve". Em entrevista à youtuber mirim Esther Castilho, ele lembrou que a decisão depende também dos governos estaduais:

"As aulas devem voltar em breve, assim que tiver segurança", disse. "Isso depende de cada governo também, estadual, mas logo vamos ter novidades aí, viu?", comentou.

Veículos se unem pela informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes recentes de autoridades e do próprio presidente colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Coronavírus