PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Brasil vacinou 6,3 milhões de pessoas contra covid, 2,99% da população

Brasil chegou à marca dos 6,3 milhões de vacinados contra a covid-19 - Divulgação/Governo de SP
Brasil chegou à marca dos 6,3 milhões de vacinados contra a covid-19 Imagem: Divulgação/Governo de SP

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/02/2021 20h09

Nesta quinta-feira, o Brasil chegou aos 6,3 milhões de vacinados contra a covid-19. No total, 6.338.137 brasileiros receberam, até agora, pelo menos uma dose de vacina. O número corresponde a 2,99% da população do país.

O levantamento é do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte, com base nos dados divulgados pelas secretarias estaduais de saúde.

De ontem para hoje, 158.237 pessoas receberam a primeira dose. Já a segunda foi aplicada em 166.212 habitantes nas últimas 24 horas. Até o momento, 1.750.781 brasileiros receberam as duas doses, seguindo a recomendação dos laboratórios que produzem a CoronaVac e a Oxford/AstraZeneca. O número equivale a apenas 0,83% da população do país.

Desde terça-feira foram registrados números maiores de pessoas recebendo a segunda dose das vacinas do que a primeira. Alguns estados brasileiros vêm tendo problemas com a continuidade da vacinação devido a falta dos imunizantes, e capitais como Rio de Janeiro, Salvador e Cuiabá anunciaram a paralisação da primeira dose da vacinação.

Já para a segunda dose, o Ministério da Saúde havia recomendado às cidades que reservassem metade dos imunizantes a fim de garantir a aplicação integral das vacinas.

Proporcionalmente, o Amazonas é o estado que conta com o maior percentual de vacinados: 233.988 pessoas receberam pelo menos uma dose do imunizante, ou seja, 5,56% da população do estado. Já o Pará foi quem menos aplicou, em termos percentuais, a primeira dose: somente 1,61% dos habitantes.

Mato Grosso do Sul aparece na liderança entre os estados que proporcionalmente mais distribuíram as duas doses: 1,54% de sua população. Na sequência, vem o Distrito Federal, com 1,27%.

Prefeitura de SP antecipa vacinação de idosos de 80 a 84 anos

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou hoje que a capital paulista vai antecipar para este sábado (27) a vacinação contra o coronavírus da população de 80 a 84 anos de idade.

O início da imunização desse grupo estava previsto para segunda-feira (1º), conforme calendário divulgado pelo governo estadual. Os idosos com 85 anos ou mais já foram vacinados em etapas anteriores.

Os idosos poderão se vacinar no sábado nos cinco postos drive-thrus e nas 82 AMAs (Assistência Médica Ambulatorial) da cidade. A partir da segunda-feira, a vacina também estará disponível nas 468 UBS (Unidades Básicas de Saúde) da capital, de acordo com o prefeito.

Além disso, o município vai estender a vacinação a profissionais com mais de 55 anos que atuam na área de saúde. A imunização será nas UBSs a partir da segunda-feira. Até então estavam sendo vacinados os profissionais com mais de 60 anos.

Veículos se unem pela informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes de autoridades e do próprio presidente durante a pandemia colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Coronavírus