PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Saúde: Vacina da AstraZeneca pode proteger contra variantes do coronavírus

Eficácia da vacina de Oxford contra variantes foi atestada em estudo preliminar, segundo o secretário Élcio Franco - Júlio Nascimento/PR
Eficácia da vacina de Oxford contra variantes foi atestada em estudo preliminar, segundo o secretário Élcio Franco Imagem: Júlio Nascimento/PR

Natália Lázaro

Colaboração para o UOL, em Brasília

04/03/2021 20h31Atualizada em 04/03/2021 20h35

O Ministério da Saúde anunciou hoje que a vacina AstraZeneca/Oxford tem comprovado eficácia de imunização contra as novas variantes do coronavírus. Estas têm sido descobertas por cientistas e já foram encontradas no Brasil, em diferentes tipagens.

A informação foi divulgada pelo secretário-executivo da pasta, Élcio Franco, durante debate com membros diretores da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no plenário do Senado Federal. Segundo Franco, trata-se de um estudo preliminar, mas já houve aprovação da vacina quanto às variantes.

"Nós temos questionado todos os laboratórios que nos fornecem vacinas, que nos estão oferecendo essas vacinas, se há indícios da eficácia contra essas variantes. E a informação que nós temos inicialmente é que a de Oxford tem. É um primeiro estudo ainda, e estamos cobrando de todos os laboratórios a respeito dessa eficácia dos imunizantes com relação a essas variantes", disse.

Ele comentou que as variantes foram buscadas em Manaus assim que encontradas.

"Nós mandamos uma equipe da Fiocruz [Fundação Oswaldo Cruz] lá para Manaus. Fizemos a coleta das amostras e mandamos para [Universidade de] Oxford, na Inglaterra, para fazer o fracionamento genômico e identificar do que se tratava, e a partir daí realizar estudos", completou.

Atualmente, a dificuldade das fabricantes da vacina contra a covid-19 é entender se o imunizante se adequa às novas formas do vírus encontradas pelo mundo. O Brasil está na lista dos países que encontraram novas mutações em diferentes estados.

Matéria em atualização

Coronavírus