PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

Com alta de internações, BH fecha comércio: 'Voltamos à estaca zero'

Do UOL, em São Paulo

05/03/2021 20h58

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), anunciou hoje que o comércio volta a fechar em Belo Horizonte após alta de 7% na ocupação de leitos de UTI para covid-19. Apenas serviços essenciais poderão funcionar a partir das 14h de sábado.

"Como nós não fechamos a cidade e, no dia seguinte, o número [de internações] caiu 1%, fui tomado por um otimismo enganoso e perigoso, mas hoje nós detectamos uma alta de 7%. Isso nos põe em alerta máximo", afirmou ele.

Outro motivo que levou a Prefeitura a determinar novo fechamento do comércio foi a presença de três variantes, entre elas a brasileira P.1, mais transmissível, começando a circular por Belo Horizonte. Segundo médicos do Comitê de Enfrentamento da Prefeitura, dois terços das infecções em Belo Horizonte foram provocadas por uma das cepas.

Além disso, ressaltou Kalil hoje em entrevista coletiva, a cidade tem oito crianças, com idades entre 2 meses e 6 anos, infectadas pela covid-19. Quatro delas estão internadas ou aguardando leito. "Não estou mais falando de jovens de 40, 30, 35 anos, são crianças internadas então vamos mudar de patamar, disse ele. "Voltamos à estaca zero, não sei que cor é, mas vamos trancar a cidade novamente".

Segundo boletim epidemiológico de Belo Horizonte, a ocupação de leitos de UTI na cidade é de 81% e a taxa de transmissão da covid-19 é de 1,16 —a margem de RT em 1,16 equivale a 100 brasileiros contaminando outras 116 pessoas.

Saúde