PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
9 meses

Com enterros em alta, SP começa a vacinar coveiros e agentes funerários

Na capital, quatro cemitérios já realizam sepultamentos noturnos para suprir demanda do serviço funerário - Edson Lopes Jr./UOL
Na capital, quatro cemitérios já realizam sepultamentos noturnos para suprir demanda do serviço funerário Imagem: Edson Lopes Jr./UOL

Do UOL, em São Paulo

01/04/2021 17h47

O estado de São Paulo decidiu começar a vacinar de forma prioritária profissionais do serviço funerário. A decisão vem no contexto de avanço da pandemia de covid-19 e aumento no número de enterros. Só na capital, os sepultamentos aumentaram 60% em março em relação ao mesmo mês do ano passado.

Segundo o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, a vacinação contra a covid-19 para agentes funerários, coveiros e operadores de crematórios na rede pública de saúde começa amanhã. O UOL confirmou a vacinação com a Secretaria de Saúde paulista, mas a pasta não soube informar a data de início da imunização.

"Aproveito para anunciar um novo público que vem também agora para a vacinação, os profissionais que trabalham na linha de frente no sistema funerário, os coveiros aqui do estado de São Paulo", disse Vinholi em entrevista à TV Globo.

A Secretaria de Saúde da gestão do governador João Doria (PSDB) reconheceu em nota que "o trabalho deste público cresceu consideravelmente no decorrer da pandemia", lembrando que em março São Paulo viveu seu pior mês desde o surgimento do novo coronavírus, com 15.159 mortes provocadas pela covid-19 — o recorde anterior era de julho de 2020, com 8.234 óbitos.

"A partir de agora as prefeituras também, a partir de amanhã vão iniciar a vacinação desse público que tem contato direto, e dentro disso vamos acelerando a vacinação no estado de São Paulo", acrescentou Vinholi.

Ontem, Doria anunciou a antecipação de uma nova faixa etária de idosos na vacinação prioritária contra a covid-19. A partir de amanhã (2), começarão a ser imunizadas pessoas com 68 anos no estado. Apesar do anúncio do governo paulista, as prefeituras têm autonomia para seguirem ou não o calendário estadual.

Na capital, a gestão do prefeito Bruno Covas (PSDB) já anunciou que começa a vacinar idosos com 68 anos amanhã. A imunização se dará em 19 postos de vacinação drive-thru, das 8h às 17h, e nas 80 UBSs (Unidade Básica de Saúde) e AMAs (Assistência Médica Ambulatorial), das 7h às 19h. Por conta do feriado da Sexta-Feira Santa amanhã, toda a rede de vacinação da cidade só estará aberta a partir de segunda (5), com 468 UBSs à disposição.

Cemitério lotado e enterros à noite

Anteontem, o Sindsep (Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública e Autarquias no Município de São Paulo) informou que o Cemitério da Vila Nova Cachoeirinha, na capital, suspendeu os sepultamentos na sua quadra geral por falta de espaço.

Já segundo a Secretaria Municipal de Subprefeituras, o cemitério "não foi e não será fechado". A pasta, porém, afirma que estão sendo realizados apenas os enterros de crianças e de quem já possui túmulos no local.

O Cemitério da Vila Nova Cachoeirinha é o segundo maior da cidade de São Paulo. Nele e em outros três cemitérios do município —São Luiz, na Zona Sul, e Vila Formosa e Vila Alpina, na Zona Leste —, foram autorizados enterros noturnos. As unidades, que costumavam funcionar das 7h às 18h, estão funcionando agora até as 22h.

Coronavírus