PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
15 dias

Secretaria investiga suposto erro em entrega da CoronaVac na Bahia

Salvador e mais 31 cidades baianas alegam que receberam frascos com quantidade menor que o padrão - Divulgação/Instituto Butantan
Salvador e mais 31 cidades baianas alegam que receberam frascos com quantidade menor que o padrão Imagem: Divulgação/Instituto Butantan

Ed Rodrigues

Colaboração para o UOL, no Recife

13/04/2021 00h15Atualizada em 13/04/2021 14h56

Ao menos 32 cidades da Bahia alertaram a Sesab (Secretaria Estadual de Saúde) que receberam frascos da vacina CoronaVac com conteúdo abaixo do padrão. A Prefeitura de Salvador informou que 21,4 mil ampolas recebidos do imunizante apresentaram o problema.

A secretaria municipal de Saúde disse que os recipientes chegaram com, no máximo, seis doses. A pasta explicou que os recipientes devem conter, no mínimo, a quantidade para dez aplicações. O órgão de saúde da capital baiana notificou o Ministério da Saúde.

Segundo a Sesab, uma investigação foi instaurada para apurar as denúncias. A pasta informou que, de 2 de fevereiro deste ano até anteontem, foram registradas 98 notificações de "suspeita de queixa técnica por dose menor que o declarado no rótulo das vacinas" em 32 municípios.

Procurado pelo UOL, o Ministério da Saúde disse que a orientação é que estados e municípios registrem no formulário técnico quando não for possível aspirar o total de doses declaradas nos rótulos das vacinas.

A pasta federal acrescentou que as ocorrências serão investigadas. A reportagem também acionou o Instituto Butantan, responsável pela produção da CoronaVac no país ao lado da farmacêutica Sinovac, mas a entidade não respondeu ainda.

O Instituto Butantan, por meio de nota, informou que cada frasco da Coronavac contém 10 doses de 0,5 ml cada, totalizando 5 ml, e que ainda é disponibilizado um conteúdo extra. O Instituto disse que os profissionais de saúde precisam ser bem orientados em como as ampolas, agulhas e seringas, para assim evitar o desperdício.

O Butantan afirmou ainda que vai revisar a bula da vacina, para melhor orientar aqueles que lidam com os frascos da vacina diariamente.

Vacinação na Bahia

A Bahia já imunizou 2.036.242 pessoas com a primeira dose dos imunizantes e outras 1.051.280 pessoas, com a segunda dose. Em Salvador, no entanto, faltaram vacinas para as primeiras doses.

Coronavírus