PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
15 dias

Disponibilidade do kit intubação é 'preocupante', diz presidente da FNP

"Na melhor das hipóteses, o que existe [é kit intubação] para uma semana, no máximo 15 dias", disse Edvaldo à Jovem Pan - Reinaldo Canato/UOL
'Na melhor das hipóteses, o que existe [é kit intubação] para uma semana, no máximo 15 dias', disse Edvaldo à Jovem Pan Imagem: Reinaldo Canato/UOL

Do UOL, em São Paulo

16/04/2021 12h46Atualizada em 16/04/2021 12h55

O presidente da FNP (Frente Nacional dos Prefeitos) e prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), disse hoje que a situação dos estoques de kit intubação para pacientes com covid-19 "é preocupante" e pediu uma "distribuição rápida" dos medicamentos ao Ministério da Saúde.

"A situação do kit intubação [nos municípios] é preocupante e é diferenciada de um local para o outro. Nós vivemos em um país continental, em que as diferenças são muito grandes", disse Edvaldo em entrevista concedida na manhã de hoje para a rádio Jovem Pan.

Na melhor das hipóteses, o que existe [é kit intubação] para uma semana, no máximo 15 dias Edvaldo Nogueira (PDT), presidente da FNP e prefeito de Aracaju

"Um ou outro lugar pode ter mais do que isso", continuou Edvaldo. Para o prefeito de Aracaju, o envio de 2,3 milhões de kits intubação aos estados por parte do Ministério da Saúde "dá um alento", mas cobrou agilidade da pasta na distribuição.

"Tem que ser uma distribuição a partir de quem está com maior necessidade, que receba mais urgentemente, e quem tiver estoques ainda reguladores receba mais para frente", afirmou.

"É fundamental que os kits intubação sejam distribuídos o mais rapidamente possível para que a gente possa minimizar os impactos da ausência desses medicamentos, que são fundamentais para a manutenção dos doentes nas UTIs (Unidades de Terapia Intensiva)", finalizou.

Kits do Ministério da Saúde

Os kits adquiridos pela Saúde conseguem garantir "pelo menos 10 dias de abastecimento em relação ao bloqueador neuromuscular, analgesia e sedação por midazolam e 15 dias com propofol", segundo o secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Hélio Angotti Neto.

Segundo o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, "a expectativa é de que em menos de 48 horas os medicamentos sejam distribuídos para todos os estados". Os hospitais ligados ao SUS (Sistema Único de Saúde) terão prioridade no recebimento dos kits.

Coronavírus