PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
15 dias

Voo com insumos para 5 milhões de doses da CoronaVac está a caminho de SP

IFA vindo da China chegará ao aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, na próxima segunda-feira (19) - Divulgação/Instituto Butantan
IFA vindo da China chegará ao aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, na próxima segunda-feira (19) Imagem: Divulgação/Instituto Butantan

Do UOL, em São Paulo

16/04/2021 15h38Atualizada em 16/04/2021 19h17

Na próxima segunda-feira (19), o estado de São Paulo vai receber 3 mil litros de IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) que servirá para produção local de mais 5 milhões de vacinas contra a covid-19, feitas pelo Instituto Butantan.

O voo com os insumos ao Brasil decolou de Pequim, na China, às 14h de hoje. Este é o terceiro carregamento de 2021 da matéria-prima fornecida pela farmacêutica Sinovac, parceira internacional do Instituto Butantan, para a produção da CoronaVac.

É possível acompanhar o trajeto da aeronave por meio da plataforma Vacina Já, do governo estadual.

Até a última quarta-feira (14) foram entregues 40,7 milhões de doses do imunizante ao PNI (Programa Nacional de Imunizações). O total de envios corresponde a 88,4% das 46 milhões de doses previstas até 30 de abril no primeiro contrato do Instituto Butantan com o Ministério da Saúde.

Em janeiro foram disponibilizadas 8,7 milhões de doses da CoronaVac. Já em fevereiro, foram 4,85 milhões, em março 22,7 milhões e em abril outras 4,5 milhões de doses.

Entrega de mais doses adiada

O presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, informou na quarta-feira (14) que a conclusão da entrega do primeiro contrato de 46 milhões de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde será feita em maio e não mais em abril, como previsto.

"Em maio, até o dia 10, nós entregaremos as 46 milhões, e já iniciamos a entrega dos 54 milhões adicionais", disse Covas em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Houve um atraso na entrega do IFA importado da China. A previsão inicial era que o insumo chegasse ao Brasil na última semana.

O contrato do Butantan com o ministério prevê que após a conclusão da entrega de 46 milhões de doses, ocorra a venda de mais 54 milhões de doses da CoronaVac.

Os imunizantes devem ser entregues contratualmente até o mês de setembro, mas o instituto promete antecipar para agosto.

Errata: o texto foi atualizado
Uma versão anterior deste texto informava no título que o voo trazia 5 milhões de doses da CoronaVac. Na verdade o avião está trazendo insumos que servirão para a produção local de 5 milhões de doses. A informação já foi corrigida.

Coronavírus