PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

SP: Maioria de hospitais privados tem 80% de ocupação em UTI, diz sindicato

Ala da enfermaria com pacientes com covid-19 em hospital de São Paulo - Reinaldo Canato/UOL
Ala da enfermaria com pacientes com covid-19 em hospital de São Paulo Imagem: Reinaldo Canato/UOL

Leonardo Martins

Do UOL, em São Paulo

02/06/2021 16h04

Um novo levantamento do Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do estado de São Paulo aponta que em 88% dos hospitais particulares paulistas as taxas de ocupação de leitos de UTI voltadas para covid-19 estão acima de 80%.

A pesquisa, divulgada hoje, é baseada em entrevistas realizadas com 91 hospitais privados. O sindicato afirma que, nos últimos 30 dias, a ocupação de leitos de UTI cresceu 11,5%.

O período destacado pelo sindicato tem relação com a reabertura dos serviços não essenciais em São Paulo. Desde o começo do mês de maio, o número de casos de covid-19 e internações estão subindo. Por causa disso, o governo estadual chegou a adiar novas flexibilizações.

Veja o nível de ocupação de UTI nos hospitais privados, segundo a pesquisa do sindicato:

  • 48% das unidades têm ocupação de UTI entre 81% e 90%
  • 40%, ocupação entre 91% e 100%
  • 9%, ocupação de UTI até 70%
  • 2% ocupação de UTI entre 71% e 80%
  • 1% ocupação de UTI acima de 100%

De acordo com o levantamento, os hospitais também têm se queixado do aumento nos preços do kit intubação —remédios utilizados na sedação de pacientes internados na UTI. Ao menos 71% dos hospitais relataram mudança de preços dos medicamentos, sendo que 74% afirmam que esse reajuste foi superior a 100%.

"Na pesquisa anterior, eram 36% de hospitais que apontavam aumento de mais de 100%. Infere-se que os aumentos abusivos estão ocorrendo com maior intensidade", diz a nota da instituição.

Coronavírus