PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Bahia anuncia certificado de vacinação para entrada em locais públicos

Rui Costa disse que medida será tomada quando mais pessoas tiverem a oportunidade de receber a segunda dose - Bruno Concha/Prefeitura de Salvador
Rui Costa disse que medida será tomada quando mais pessoas tiverem a oportunidade de receber a segunda dose Imagem: Bruno Concha/Prefeitura de Salvador

Do UOL, em São Paulo

13/09/2021 13h29Atualizada em 13/09/2021 13h55

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciou hoje que o estado instituirá um certificado de vacinação contra a covid-19 — documento que mostra se alguém concluiu o esquema vacinal contra o novo coronavírus — como exigência para acesso a locais públicos.

Em publicação no Twitter, Rui Costa disse que a medida "não foi tomada ainda porque quem tem menos de 40 anos ainda não tomou a segunda dose" da vacina contra a covid-19.

Mais cedo, em entrevista coletiva após a inauguração de uma policlínica em Serrinha, no interior do estado, Rui Costa disse que, para adiantar a exigência do certificado, o governo baiano estuda diminuir o intervalo de aplicação entre a primeira e a segunda dose da vacina.

São Paulo e Rio

Atualmente, São Paulo está exigindo um certificado de vacinação para entrada em eventos, como shows, feiras e congressos, com 500 pessoas ou mais. A medida está valendo desde 1º de setembro e é opcional para bares, restaurantes, shoppings e comércio em geral.

O Rio de Janeiro também anunciou, no fim de agosto, medida semelhante: um certificado de comprovação vacinal para acessar locais fechados, como cinemas, clubes e academias, que deve entrar em vigor a partir da próxima quarta-feira (15).

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, porém, é contra a exigência de certificados de vacinação para acesso a determinados locais, dizendo que eles não ajudam "em nada". "Somos contra isso. O povo brasileiro é livre", afirmou a jornalistas no fim de agosto.

Coronavírus