PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
15 dias

Rio reduz intervalo da vacina da Pfizer para quem tem 40 anos ou mais

Antecipação de aplicação da segunda dose da Pfizer no Rio passa a valer já a partir da tarde de hoje - Reginaldo Pimenta/Agência O Dia/Estadão Conteúdo
Antecipação de aplicação da segunda dose da Pfizer no Rio passa a valer já a partir da tarde de hoje Imagem: Reginaldo Pimenta/Agência O Dia/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

28/09/2021 14h32

A Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Saúde, decidiu hoje antecipar de 12 semanas para 21 dias a aplicação da segunda dose da vacina contra a covid-19 da Pfizer para pessoas com 40 anos ou mais.

A medida já está em vigor, valendo a partir da tarde de hoje. "Basta procurar uma unidade e se vacinar", disse o prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes (PSD) em anúncio no Twitter.

A notícia veio pouco mais de uma semana depois de a Prefeitura do Rio reduzir o intervalo da vacina da Pfizer para o público de 50 anos ou mais, também saindo de 12 semanas para 21 dias.

No mesmo anúncio sobre o adiantamento da aplicação da segunda dose para quem tem 40 anos ou mais, a prefeitura também afirmou que quem tem 60 anos ou mais e tomou a segunda aplicação até 31 de março poderá receber a aplicação da terceira a dose a qualquer momento.

Situação da vacina no Rio

O Rio de Janeiro está aplicando a primeira dose da vacina contra a covid-19 em pessoas com 12 anos ou mais. A dose de reforço também está sendo aplicada em idosos com 82 anos ou mais e em pessoas com alto grau de imunossupressão que tenham 40 anos ou mais.

De acordo com dados do painel de monitoramento da Secretaria de Saúde, o Rio já vacinou contra a covid-19 com a primeira dose quase totalidade das pessoas vacináveis, ou seja, com 12 anos ou mais.

A maioria dos moradores do Rio acima de 40 anos também já completou o esquema vacinal, seja com a dose única da Janssen ou com a segunda dose dos demais imunizantes. A dose de reforço para quem tem 80 anos ou mais segue sendo aplicada.

O equivalente a 84,95% da população carioca já recebeu a primeira dose ou a dose única contra a covid-19, segundo a Secretaria de Saúde, enquanto 55,7% já completou o esquema vacinal, descontando a dose de reforço.

Coronavírus