PUBLICIDADE
Topo

Saúde

4 mi de doses da CoronaVac ficam em SP para vacinar crianças, diz Butantan

Ana Paula Bimbati, Leonardo Martins e Pedro Vilas Boas

Do UOL, em São Paulo

20/01/2022 14h44

O Instituto Butantan informou que 4 milhões de doses da CoronaVac ficarão em São Paulo e poderão ser usadas imediatamente. Mais 7 milhões de doses aguardam manifestação do Ministério da Saúde, que precisa comprar o imunizante, para distribuir para outras regiões do país.

Dimas Covas, presidente do Instituto Butantan —responsável pela produção da CoronaVac—, disse ainda que mais 4 milhões de doses serão entregues ao governo paulista na semana que vem.

A aplicação da CoronaVac foi autorizada hoje (20) pela a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em crianças e jovens de 6 a 17 anos. A agência já havia autorizado, em dezembro, o uso da vacina da Pfizer para imunizar crianças a partir dos 5 anos no Brasil.

Logo após o anúncio da Anvisa, o governador de São Paulo João Doria (PSDB) realizou uma coletiva de imprensa. Ao lado do secretário da Educação, Rossieli Soares, o tucano acompanhou a vacinação de crianças da Escola Estadual Brigadeiro Faria Lima, na zona oeste da capital.

O governador afirmou que, com a CoronaVac, o estado conseguirá vacinar todas as crianças com mais de 6 anos, com a primeira dose, em até três semanas. "São Paulo começou hoje imediatamente a vacinação e está preparado para vacinar 250 mil crianças a partir de amanhã [21] no sistema público de saúde", disse.

O Butantan havia pedido a autorização para vacinar crianças a partir de 3 anos, mas a Anvisa alegou falta de estudos suficientes que comprovem a eficácia do imunizante para essa faixa de idade. Com isso, a oferta de vacinas no Brasil será maior.

De acordo com o secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, a distribuição do primeiro lote de CoronaVac aos municípios paulistas começa hoje —e, até amanhã, deve estar concluída.

São as prefeituras que determinam o calendário exato da vacinação, de acordo com a chegada dos lotes de CoronaVac, mas o governo estadual já apresentou um plano para a imunização de crianças.

Como será a vacina da CoronaVac para crianças e jovens?

  • Mesma formulação aplicada em adultos;
  • Mesma dose adulta: 600 SU em 0,5 ml (SU é a substância que, introduzida no organismo, provoca a formação de anticorpo);
  • Duas doses, com intervalo entre duas e quatro semanas;
  • Faixa etária: 6 a 17 anos;
  • Restrição: não aplicar em crianças imunocomprometidas, ou seja, com baixa imunidade

Veja o calendário da vacinação divulgado pelo estado de São Paulo

  • 20 a 30 de janeiro: crianças com comorbidades, indígenas, quilombolas de 6 a 11 anos, e crianças de 9 a 11 anos
  • 31 de janeiro a 10 de fevereiro: crianças de 6 a 8 anos e com comorbidades

Saúde