PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

OMS orienta que viajantes encarem pandemia com seriedade e monitorem todos os países

Porta-voz da OMS pediu também que os passageiros não deixem de usar máscara nos aviões - Getty Images
Porta-voz da OMS pediu também que os passageiros não deixem de usar máscara nos aviões Imagem: Getty Images

Emma Farge, Stephanie Nebehay e Michael Shields

07/07/2020 08h56

A Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu aos viajantes hoje que usem máscaras em aviões e se mantenham informados, à medida que casos de covid-19 surgem novamente em alguns países, provocando novas restrições em locais como a Austrália.

A porta-voz da entidade Margaret Harris pediu que as pessoas não sejam pegas de surpresa por epidemias locais e medidas de quarentena ressurgentes, dizendo: "Se está em algum lugar, está em todo lugar e as pessoas que viajam precisam entender isso".

"Este vírus é generalizado e as pessoas precisam levar isso muito, muito a sério."

A OMS informou no mês passado que atualizaria suas diretrizes de viagem antes das férias de verão no hemisfério norte, mas elas ainda não foram divulgadas.

Enquanto isso, os viajantes devem "lembrar que as coisas vão mudar, ou podem mudar", disse Harris em uma entrevista em Genebra.

"Estamos vendo muitas mudanças, muitas mudanças em diferentes países. Os países que contiveram com sucesso sua primeira onda de transmissão estão enfrentando uma segunda manifestação", acrescentou ela, mencionando Austrália e Hong Kong.

As medidas de quarentena foram reimpostas na segunda maior cidade da Austrália nesta terça-feira, confinando os moradores de Melbourne a suas casas, a menos que realizem serviços essenciais, enquanto as autoridades se esforçam para conter um novo surto de coronavírus.

As orientações anteriores da OMS para os viajantes incluíam conselhos de bom senso aplicáveis a outras configurações, como distanciamento social, lavagem das mãos e evitar tocar nos olhos, no nariz ou na boca.

Harris também propôs nesta terça-feira usar uma máscara em aviões, uma medida que já é um requisito para muitas companhias aéreas.

"Se você está voando, não há como se distanciar socialmente em um avião, então você precisará tomar outras precauções, incluindo o uso de uma cobertura facial", afirmou.

Coronavírus