Bebê nasce em navio italiano durante operação de resgate de migrantes

Roma, 30 Jul 2016 (AFP) - Os navios militares e humanitários que resgataram na sexta-feira mais de 3.400 migrantes no Mar Mediterrâneo voltaram neste sábado à Itália com um bebê nascido a bordo, informou a guarda-costeira.

Os pais congoleses do bebê foram resgatados por um navio da Marinha irlandesa que patrulhava a região, mas foram transferidos ao "Bettica" da Marinha italiana quando a mãe começou a sentir as contrações.

A pequena Joy Aurora nasceu pouco depois das 05H00 (00H00 Brasília) na unidade médica da embarcação, que conta com um médico, uma parteira e duas enfermeiras, e que já viu o nascimento neste verão de dois outros bebês, François Manuel, em 27 de junho, e Manuela, em 5 de julho, informaram os meios de comunicação italianos.

Por outro lado, o "Entreprise" da Marinha britânica, que participa da operação naval europeia contra o tráfico de pessoas e que resgatou quatro barcos de migrantes na sexta-feira, encontrou um corpo no mar.

Segundo a guarda-costeira, este corpo é um mistério e não estaria relacionado com as operações de resgate.

O "Bettica" levará a menina e seus pais a Augusta, no leste da Sicília, e o "Entreprise" chegará a Pozzalo, no sul da ilha.

Durante este sábado, foram efetuadas outras operações de resgate em frente à costa da Líbia, onde ao menos 300 pessoas foram resgatadas, segundo a Marinha italiana.

Segundo o último balanço do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR), estabelecido a partir das últimas operações de resgate, mais de 89.000 migrantes chegaram à costa italiana ao longo deste ano, um total já quase comparado aos 93.000 registrados entre janeiro e julho de 2015.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos