Parlamento grego adota novas medidas exigidas pelos credores

Atenas, 27 Set 2016 (AFP) - O parlamento grego adotou nesta terça-feira várias reformas exigidas pelos credores como parte do plano de austeridade, incluindo privatizações de serviços públicos como o de eletricidade e água.

A lei foi aprovada por 152 deputados dos 293 parlamentares presentes na assembleia, anunciou o vice-presidente do parlamento, Yorgos Varemenos.

Só os parlamentares da coalizão de governo, composta pelo partido de esquerda do primeiro-ministro Alexis Tsipras, Syriza, e seu sócio, o pequeno partido soberanista Anel, votaram a favor.

No total, 141 parlamentares da oposição votaram contra o projeto.

A adoção dessas medidas permite que os credores de Atenas desbloqueiem uma parcela de 2,8 bilhões de euros do empréstimo concedido à Grécia, que deveria ter sido entregue em junho, mas foi adiado pelas negociações em curso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos