'Ato terrorista' do ELN mata dois caminhoneiros na Colômbia

Bogotá, 28 Out 2016 (AFP) - Um "ato terrorista" do ELN matou dois caminhoneiros no leste da Colômbia nesta quinta-feira, horas depois de o governo suspender o início do diálogo de paz com esta guerrilha até a libertação de um ex-congressista em seu poder, informou o Exército.

"Simplesmente é um ato terrorista contra dois caminhões civis que viajavam pelas estradas de Arauca e foram incinerados, com o assassinato de seus motoristas por membros do ELN", disse à AFP o coronel Miguel Ángel Rodríguez, comandante da Força Tarefa Quirón do Exército, que opera nesta região de fronteira com a Venezuela.

O governo do presidente Juan Manuel Santos decidiu adiar a instalação de diálogos de paz com o Exército de Libertação Nacional (ELN), prevista para esta quinta-feira, em Quito, até ter "certeza" da libertação do ex-congressista Odín Sánchez, refém da guerrilha desde abril passado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos