Novo castigo de flagelação na província indonésia de Aceh

Banda Aceh, Indonésia, 28 Nov 2016 (AFP) - Uma multidão entusiasmada assistiu na segunda-feira a uma flagelação pública de cinco pessoas em Aceh, única província da Indonésia que aplica a sharia (lei islâmica).

Uma mulher de 34 anos condenada por ter passado um tempo perto de um homem que não era seu marido recebeu sete golpes, constatou um jornalista da AFP, enquanto outra jovem de 19 anos recebeu uma centena, por ter tido relações sexuais antes do casamento. Três homens também foram punidos.

O escárnio ocorreu nas instalações de uma mesquita de Banda Aceh, a capital desta região situada no extremo norte da ilha de Sumatra (oeste).

Este tipo de cenas, nas quais o público lança gritos de entusiasmo, ocorrem de forma regular nesta região, onde o consumo de álcool, as relações entre pessoas do mesmo sexo e os jogos de azar são proibidos.

Aceh é a única das 33 províncias deste país do sudeste asiático autorizada a aplicar a sharia.

Isso começou em 2001, depois de que o governo de Jacarta concedesse à província o estatuto de autonomia para colocar fim a várias décadas de rebelião separatista.

str-dsa/sr/bfi/pt/aoc/es/db

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos