Mais de 10 mil civis fugiram dos bairros rebeldes de Aleppo em 24 horas

Em Beirute

  • Omar Sanadiki/Reuters

    Mulheres aguardam do lado de fora do centro de polícia militar do governo para visitar parentes que evacuaram de bairros rebeldes da zona leste de Aleppo

    Mulheres aguardam do lado de fora do centro de polícia militar do governo para visitar parentes que evacuaram de bairros rebeldes da zona leste de Aleppo

Mais de 10 mil civis fugiram dos bairros rebeldes da zona leste de Aleppo para áreas sob controle do governo nas últimas 24 horas para escapar dos combates e bombardeios que afetam a cidade do norte da Síria, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Quase 150 mil civis fugiram dos bairros rebeldes desde 15 de novembro, dia em que o exército sírio iniciou uma grande ofensiva para reconquistar a totalidade de Aleppo, a segunda maior cidade da Síria, indicou o OSDH.

Em alguns bairros ainda sob controle dos insurgentes não há mais civis, afirmou o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

Nesta segunda-feira (12), as forças governamentais assumiram o controle dos bairros de Sheikh Said e Salhine. O regime sírio domina agora mais de 90% do que era a zona rebelde de Aleppo desde a divisão da cidade em 2012.

Aleppo se transformou em uma das principais frentes da guerra civil síria, na qual já morreram mais de 300 mil pessoas.

O conflito provocou em cinco anos o deslocamento, interno ou para o exterior, de metade da população do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos