Menina aparentando ter 10 anos morre após ser usada em ataque suicida na Nigéria

Em Kano (Nigéria)

Uma menina de cerca de 10 anos morreu no sábado (31) após a explosão do cinturão de explosivos que carregava em um ataque que deixou vários feridos em Maiduguri, reduto do grupo islamita Boko Haram, no nordeste da Nigéria, segundo testemunhas.

A menina se aproximou da multidão reunida ao redor de um vendedor de comida na rua durante o Ano-Novo e acionou seu cinturão de explosivos sem atingir diretamente o grupo, de acordo com depoimentos.

"Ela morreu na hora" e "uma pessoa ficou gravemente ferida por estilhaços da explosão", disse à AFP Grema Usman, morador do bairro.

"Após ver seu cadáver, diria que a menina tinha uns 10 anos", acrescentou. Uma pessoa que ajudou a retirar o corpo do local confirmou que ela "não devia ter mais de 10 anos".

Victor Isuku, porta-voz da polícia do Estado de Borno, confirmou neste domingo (1º) o ataque e disse que duas meninas iam cometer o atentado e que uma delas foi "linchada pela multidão enfurecida" antes de explodir seu cinturão.

Este ato não foi reivindicado até agora, mas o método lembra o utilizado pelo grupo extremista Boko Haram, que muitas vezes recorre a mulheres e crianças para realizar ataques contra a população.

Em 11 de dezembro, duas meninas de sete anos detonaram seus explosivos em um mercado muito movimentado em Maiduguri, capital de Borno, deixando pelo menos 17 feridos e um morto.

A violência do Boko Haram, seita salafista extremista transformada em grupo radical, deixou mais de 20 mil mortos e 2,6 milhões de deslocados desde 2009, segundo as estimativas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos