Mattis diz que EUA não estão no Iraque para tomar seu petróleo

Bagdá, 20 Fev 2017 (AFP) - Os Estados Unidos não se apoderarão das reservas de petróleo do Iraque, afirmou nesta segunda-feira o secretário americano de Defesa, Jim Mattis, em Bagdá, com o objetivo de apaziguar os temores provocados pelas polêmicas declarações do presidente americano, Donald Trump.

Trump disse durante a campanha e também depois de ter sido eleito que os Estados Unidos, cujas tropas ocuparam o Iraque durante oito anos, deveriam ter se apropriado do petróleo iraquiano para financiar a guerra e privar o grupo extremista Estado Islâmico desta fonte vital de renda.

Mas Mattis, um general da Marinha reformado que participou da invasão do Iraque, aparentemente rejeitou esta ideia.

"Nos Estados Unidos, pagamos normalmente pelo gás e petróleo, e estou certo de que vamos continuar fazendo isso no futuro [...] Não estamos no Iraque para nos apoderarmos do petróleo", disse ao chegar a Bagdá, em sua primeira visita ao país como secretário de Defesa.

Em declarações na sede da CIA no mês passado, Trump disse que os Estados Unidos "deveriam ter tomado o petróleo" depois de terem retirado a maior parte das tropas do Iraque sob o mandato de Barack Obama.

Além disso, o presidente acrescentou, sem dar mais detalhes, que "talvez tenhamos outra oportunidade".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos