Denúncia de barba suspeita de islamismo pode render US$ 290 na China

Pequim, 23 Fev 2017 (AFP) - Denunciar um jovem com barba que represente sinal de extremismo islâmico pode valer 2.000 yuans (290 dólares) de recompensa em Xinjiang, na região noroeste da China e cenário de tensão entre os hans chineses e os uigures muçulmanos.

As autoridades da localidade de Hotan, que registrou um episódio de violência política recentemente, criaram um fundo de 100 milhões de yuans (14,4 milhões de dólares) para financiar recompensas "antiterroristas", informa a imprensa local.

As recompensas podem alcançar 5 milhões de yuans pela revelação de um projeto de atentado ou para qualquer um que "ataque, mate, provoque ferimentos ou controle os criadores de distúrbios", afirma um jornal de Hotan.

"Denunciar extremistas que se escondem na religião para perturbar o funcionamento dos mecanismos judiciais administrativos, educativos ou de outra índole, ou para atentar contra as leis do país, poderá ser recompensado com um milhão de yuans".

Denunciar um homem de barba ou uma mulher totalmente coberta pode render 2.000 yuans ao informante, segundo o jornal.

Na terça-feira, as autoridades de Pishan, localidade que tem sua administração vinculada a Hotan, pagaram 1,76 milhão de yuans a policiais e funcionários das equipes de resgate que atuaram na semana passada quando criminosos mataram, a facadas, cinco pessoas em meio a uma multidão, antes que três agressores fossem abatidos pelas forças de segurança, de acordo com o relato do incidente da imprensa estatal.

Xinjiang, que ocupa todo o noroeste da China, tem como etnia majoritária os uigures, população muçulmana de língua turca que acusa Pequim de repressão cultural e religiosa. O regime chinês acusa os separatistas uigures de terrorismo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos