Forças iraquianas entram na zona oeste de Mossul, EI é atingido na Síria

Athbah, Iraque, 24 Fev 2017 (AFP) - As forças de elite iraquianas entraram nesta sexta-feira em um bairro da zona oeste de Mossul pela primeira vez desde o início, há quatro meses, de uma ofensiva para retomar a cidade do grupo Estado Islâmico (EI).

Também nesta sexta, a força aérea iraquiana bombardeou posições do EI na vizinha Síria, segundo anunciou o primeiro-ministro Haider al-Abadi, que informou que os alvos tinham relação com os recentes atentados de Bagdá.

Responsável por atrocidades e atentados sangrentos nos países árabes e ocidentais, o grupo ultrarradical sunita é alvo de ofensivas no Iraque e na Síria.

Mas apesar das derrotas registradas nos últimos meses nesses países, o EI continua sendo capaz de cometer atentados.

Na Síria, 42 pessoas morreram em um atentado suicida perto de Al-Bab, seu último grande reduto na província de Aleppo, que os grupos rebeldes apoiados pela Turquia afirmam ter tomado. Na entrada de Al-Bab, dois soldados turcos morreram em um outro ataque suicida. E, no Iraque, 15 guardas de fronteira morreram em um atentado perto da fronteira com a Jordânia.

Esses três ataques ainda não foram reivindicados, mas têm todas as marcas do EI, segundo especialistas.

Segunda cidade do Iraque, Mossul é o último grande reduto do EI no país. As forças pró-governo procuram recuperar a cidade por meio de uma grande ofensiva lançada em 17 de outubro de 2016 com o apoio crucial da aviação da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.

Quase um mês após a retomada da zona leste de Mossul, em 24 de janeiro, milhares de homens da Força de Reação Rápida (QRF), unidades de elite de combate ao terrorismo (CTS) e da polícia federal participam desde domingo no ataque para recuperar o setor oeste da cidade.

Nesta sexta-feira, as forças iraquianas entraram nesta zona pela primeira vez desde o início da ofensiva, um avanço facilitado pela reconquista do aeroporto em desuso de Mossul e de uma base militar próxima.

- Avanço rápido - "Posso confirmar que o aeroporto está totalmente liberado", declarou o general Abas al-Juburi, comandante da Força de Intervenção Rápida (FIR) do ministério do Interior, que comandou a operação.

Sami al-Aridhi, tenente das unidades de elite antiterroristas, afirmou que os militares assumiram o controle de uma base militar e de uma localidade ao sudoeste de Mossul e entraram em um bairro residencial.

"Atacamos e retomamos o controle total da base de Ghazlani, assim como de Tal al-Rayan, e estamos atacando o bairro de Al-Maamun", declarou.

Foi durante uma operação em junho de 2014 que o EI tomou Mossul e outras partes do país antes de proclamar um "califado" nos territórios ocupados no Iraque e na Síria. Foi também em Mossul que o chefe do EI, Abu Bakr al-Baghdadi, fez sua única aparição pública no mesmo ano.

Tiros de artilharia e bombardeios eram ouvidos na cidade, enquanto os aviões realizavam incursões, de acordo com correspondentes da AFP. Além da aviação da coalizão, conselheiros militares americanos estão presentes na linha de frente.

- Ataques iraquianos na Síria - Sobre os ataques na Síria, o primeiro-ministro iraquiano Haider al-Abadi ordenou "ao comando da força aérea que bombardeasse posições dos terroristas do Daesh (nos setores) de Huseibeh e Bukamal, em território sírio", segundo um comunicado, usando um acrônimo em árabe do EI.

A operação foi "um sucesso", declarou antes de acrescentar, sem dar mais detalhes, que os alvos tinham relação com os recentes atentados de Bagdá.

Segundo o comando iraquiano de operações conjuntas, os bombardeios foram realizados nesta sexta-feira.

A localidade de Bukamal está situada na província de Deir Ezzor, controlada majoritariamente pelo EI, a 7 km da fronteira iraquiana, enquanto Huseibeh se encontra entre Iraque e Síria.

Segundo um responsável de segurança que pediu o anonimato, é a primeira vez que a aviação iraquiana bombardeia alvos do EI na Síria.

sah-jmm/tp/iw/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos