George W. Bush critica os ataques de Trump à imprensa

Washington, 27 Fev 2017 (AFP) - O ex-presidente dos Estados Unidos George W. Bush criticou indiretamente as declarações contra a imprensa do atual presidente Donald Trump.

O 43° presidente - que teve alguns conflitos com a imprensa durante seus dois mandatos na Casa Branca de 2001 a 2009 - rebateu as acusações de Trump contra vários meios de comunicação, chamados pelo atual presidente de "inimigos do povo".

"Eu considero a mídia indispensável para a democracia. Que precisamos da mídia para que pessoas como eu prestem contas", disse Bush ao programa "Today" do canal NBC.

"O poder pode ser muito viciante e pode ser corrosivo, e é muito importante que a mídia possa pedir aos que abusam do poder que prestem contas", disse Bush.

O ex-presidente também considerou que as críticas sistemáticas contra a imprensa americana minam os esforços do país para promover a democracia e uma imprensa livre ao redor do mundo.

Desde que assumiu o poder em janeiro, Trump mantém uma intensa batalha com os meios de comunicação, que já chamou de "desonestos" e "mentirosos". Também acusou grandes veículos, como o canal CNN e o jornal The New York Times, de "inimigos do povo americano".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos