Policial afegão ligado aos talibãs mata 11 colegas

Kandahar, Afeganistão, 28 Fev 2017 (AFP) - Um policial afegão vinculado aos talibãs matou 11 colegas em um posto de controle de Helmand, informaram nesta terça-feira as autoridades desta província instável do sul do Afeganistão.

Os crimes aconteceram na segunda-feira à noite, quando os policiais dormiam em suas barracas em Lashkar Gah, capital de Helmand, a província onde é cultivada a papoula (da qual se extrai o ópio) e controlada em boa parte pelos insurgentes.

"Um policial ligado aos talibãs abriu fogo contra 11 colegas e mataram todos. Depois ele fugiu, levando todas as armas e munições", afirmou uma fonte do governo local que pediu anonimato.

Os talibãs reivindicaram o ataque.

Vários agentes foram mortos com tiros à queima-roupa, informou à AFP Shir Mohamad, policial que trabalha perto do local do ataque.

A ação foi considerada um "ataque interno" - policiais ou soldados que abrem fogo contra colegas ou contra as tropas internacionais -, um problema recorrente em um conflito iniciado há 15 anos.

As forças afegãs têm muitas dificuldades para evitar este tipo de ataque. As tropas ficaram fragilizadas após o grande número de deserções e mortos.

Lashkar Gah, uma das poucas áreas sob controle do governo em Helmand, é alvo de muitos ataques dos talibãs. A intensificação dos combates na província no ano passado levou milhares habitantes de distritos próximos a procurar refúgio na cidade.

str-emh-ac/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos