Parlamento retoma atividade com minuto de silêncio após atentado de Londres

Londres, 23 Mar 2017 (AFP) - O Parlamento britânico voltou à atividade nesta quinta-feira com um minuto de silêncio em memória das vítimas do atentado em suas imediações na véspera, que deixou três mortos e 40 feridos.

Tanto no interior quanto no exterior do recinto, policiais, parlamentares e cidadãos participaram do minuto de silêncio, menos de 24 horas depois de um homem atropelar pedestres perto do Big Ben e depois esfaquear até a morte um policial que protegia o Parlamento, antes de ser abatido.

A primeira-ministra, Theresa May, se dirigirá ao Parlamento às 10h30 (7h30 de Brasília).

Sete pessoas foram detidas nesta quinta-feira em conexão com o atentado. A identidade do autor ainda não foi divulgada.

Por sua vez, foi informado que uma das vítimas fatais no atentado era a britânica de origem espanhola Aysha Frade, de 43 anos, professora e mãe de duas meninas.

"Trata-se de uma cidadã britânica filha de uma cidadã espanhola", explicou à AFP o Escritório de Informação Diplomática em Madri. "Os familiares estão na Galícia", no noroeste da Espanha.

Segundo sua prima Ana, entrevistada nesta quinta-feira pela rádio espanhola Cope, Aysha era casada e mãe de duas meninas de 7 e 9 anos. Suas irmãs vivem em Betanzos, uma localidade galega na qual têm uma escola de inglês.

"Estou arrasada. É uma coisa que não esperávamos", explicou a prima. "Silvia (uma das irmãs da vítima) me telefonou e disse 'aconteceu uma coisa muito ruim, mataram Aisha'", disse.

"Um carro a atropelou e a matou", acrescentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos