Quatro países árabes avaliam 'insuficiente' acordo entre Catar e EUA

Riade, 11 Jul 2017 (AFP) - Os quatro países árabes que impuseram sanções ao Catar consideraram que o acordo de luta antiterrorista assinado pelo emirado e os Estados Unidos é "insuficiente", revela um comunicado conjunto divulgado nesta terça-feira (11).

"Esse passo é insuficiente", escreveram Arábia Saudita, Barein, Emirados Árabes Unidos e Egito no texto divulgado pela agência de notícia saudita SPA, no qual afirmam que "vão acompanhar de perto a seriedade das autoridades catarianas para combater qualquer forma de financiamento, apoio e amparo ao terrorismo".

O memorando de entendimento anunciado em Doha, durante a visita do secretário de Estado americano, Rex Tillerson, é "resultado da pressão e dos constantes pedidos nos últimos anos pelos quatro Estados e seus parceiros ao Catar para que deixe de apoiar o terrorismo".

O comunicado afirma que "não se pode confiar" nos compromissos das autoridades catarianas, e cita acordos anteriores que supostamente não se cumpriram.

Os quatro países pedem "um estrito controle para assegurar a seriedade [de Doha] para voltar ao bom caminho".

Tillerson e o ministro das Relações Exteriores do Catar, o xeque Mohamed ben Abderrahman Al Thani, anunciaram o acordo em uma entrevista conjunta em Doha.

abh-ak/adm/js/cc/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos