Chefe militar dos EUA descarta por enquanto mudanças sobre transgêneros

Washington, 27 Jul 2017 (AFP) - O chefe militar dos Estados Unidos emitiu nesta quinta-feira ordens de não implementar nenhuma mudança na política vigente sobre o pessoal transgênero, um dia depois do presidente Donald Trump anunciar que proibirá que sirvam no exército.

O general Joe Dunford, chefe do Estado-Maior Conjunto americano, disse em um breve memorando aos comandos militares que a política atual permanecerá vigente até que Trump tenha enviado uma ordem formal ao Pentágono e que o secretário de Defesa, Jim Mattis, emita novas orientações.

"Enquanto isso, continuaremos tratando todo o nosso pessoal com respeito", escreveu Dunford.

Soldados transgênero podem servir abertamente no exército americano há mais de um ano, quando o então governo de Barack Obama suspendeu a proibição.

Trump disse que a proibição permitiria poupar gastos médicos e evitar problemas que o pessoal transgênero poderia criar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos