Trump reforça controle sobre estrangeiros após ataque em NY

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, informou nesta terça-feira ter ordenado o reforço do programa de controle de estrangeiros que tentam entrar no país, horas após o primeiro ataque fatal contra a cidade de Nova York desde os atentados de 11 de setembro de 2001.

"Acabo de ordenar a (departamento de) Segurança Interna o reforço do nosso programa de revisão já extremo. Ser politicamente correto é bom, mas não para isso", tuitou o presidente.

Segundo a imprensa americana, o agressor - que atropelou e matou oito pessoas e feriu outras onze - é um cidadão do Uzbequistão que vive nos Estados Unidos desde 2010.

As tentativas da Casa Branca de proibir a entrada de cidadãos de vários países muçulmanos nos EUA têm sido barradas pela justiça americana.

Local do ataque


O governo Trump anunciou na semana passada que retomará a admissão de refugiados, após uma proibição de 120 dias, mas a entrada de cidadãos de 11 países "de alto risco", em geral de maioria muçulmanas, seguirá bloqueada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos